A baixa popularidade do presidente da República, Michel Temer (PMDB/SP), agora em nível de 7%, vem colocando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT/SP), em primeiro lugar nas pesquisas de opiniões de um eventual contexto político para 2018. Os dados foram divulgados pelo Instituto Datafolha, na edição do jornal Folha de São Paulo deste sábado, 30 de setembro. Foram dois dias entrevistando 2.771 pessoas, em 194 cidades do País. A margem de erro é de dois percentuais para cima ou para baixo.

Condenado por Sergio Moro, Lula tem 35% das intenções de votos

O Instituto aponta o ex-presidente Lula arregimentando 35% das intenções de votos dos eleitores no primeiro turno do ano que vem, mesmo com a condenação de 9 anos e meio de prisão imposta a ele pelo juiz Sérgio Moro [VIDEO].

O petista foi penalizado em primeira instância pelo magistrado, na Operação Lava Jato, por envolvimento no processo de um apartamento tríplex no Guarujá. Lula recorre em liberdade.

Lula terá mais trabalho em possível candidatura do juiz Sergio Moro

No dia 13 de setembro, o ex-presidente Lula prestou seu segundo depoimento ao juiz Sergio Moro, em Curitiba. Na ocasião, Lula quis saber de Moro, se no dia seguinte ao almoçar com 8 netos e uma bisneta, poderia dizer aos filhos que esteve diante de um juiz imparcial, o que o juiz afirmou que sim. Porém na suposta conjuntura política, de segundo turno, Lula teria ainda, de trabalhar um pouco mais eleitoralmente, para derrotar o próprio Moro, já que perspectivas aviltadas em torno dessa possível candidatura daria ao pleito um empate técnico.

Presidente Michel Temer está acima apenas do ex-presidente José Sarney

Ainda na pesquisa Datafolha, com 7% de popularidade, Michel Temer está acima apenas do também ex-presidente José Sarney (PMDB/MA), que em 1989 obteve índice de aprovação à frente do país, no patamar de 5%, provocados pela alta elevação de preços na economia brasileira.

Bolsonaro e Marina Silva ficam empatados em segundo lugar se Lula estiver presente

O deputado federal, Jair Bolsonaro (PSC/RJ) e a ex-senadora Marina Silva (REDE/AC), empatam em segundo lugar na pesquisa. Bolsonaro conquistaria 16 ou 17% das intenções de votos e Marina, 13 ou 14, com o ex-presidente Lula na disputa.

Governantes de São Paulo, Alkmin e Doria ocupam oitava colocação em suposta conjuntura política

Os administradores de São Paulo, o maior Estado do País, como agentes do PSDB, tanto o governador Geraldo Alckmin, como o prefeito João Doria, ficam no 8% lugar, na conjuntura com Lula, Bolsonaro e Marina na luta à Presidência da República.