Com um alto índice de preferência dos eleitores nas últimas pesquisas eleitorais para a Presidência da República em 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), de 62 anos, está fazendo muito sucesso também em sua passagem pelos Estados Unidos da América [VIDEO]. Pelo menos é o que diz o jornal Folha de S.Paulo, que publicou uma reportagem, nesta segunda-feira (9), informando que Bolsonaro está adotando um discurso simpático e que agrada a investidores do mercado financeiro.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Jair Bolsonaro

Nos Estados Unidos desde o último sábado (6), Bolsonaro está fazendo discursos em que defende a independência do Banco Central e também critica os subsídios à indústria nacional.

Em entrevista à Folha, Bolsonaro afirmou que o discurso adotado perante os americanos será liberal, porque está "indo para os EUA e não para a Coreia do Norte”.

Tentando se afastar da imagem de “militar estatizante”, termo utilizado por ele próprio em discussões no passado, Bolsonaro defende, agora, as privatizações e, até mesmo, a extinção de estatais, pois, segundo ele, algumas se tornaram reais cabides de emprego.

Na última pesquisa Datafolha, Bolsonaro ficou praticamente empatado com Marina Silva na segunda colocação, estando atrás apenas de Lula. Segundo o próprio Bolsonaro, com essa boa colocação na pesquisa, muitos grupos de investidores se aproximaram dele. Até agora, já foram três reuniões com grupos e Bolsonaro acredita que o setor financeiro do país está validando sua candidatura à Presidência.

Na entrevista, Bolsonaro também afirmou que muitas pessoas estão se aproximando dele devido aos últimos resultados das pesquisas e, com isso, muita informação está chegando. Por isso, ele pretende reservar o mês de janeiro do ano que vem só para estudar e assimilar as novas informações.

Cercado de conselheiros (os quais não quis citar nomes), Bolsonaro admite que o seu discurso liberal ainda carece em alguns pontos, no entanto, ele concatena ideias para retomar a atividade econômica do país, além de valorizar as riquezas nacionais.

Viagem de Bolsonaro aos Estados Unidos

Com 29 anos de carreira política, a viagem aos EUA é a principal empreitada política internacional do deputado que deseja mostrar para as comunidades brasileiras que vivem nos EUA que não é tão radical quanto parece. Apresentando-se como político de “centro-direita”, Bolsonaro está fazendo encontros com investidores, militares, intelectuais e políticos conservadores em Miami, Boston, Washington e Nova York.