O presidente Michel Temer está passando por um turbilhão de sentimentos durante o seu mandato. Ele assumiu o posto da presidência ainda no ano passado, durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT). Muita gente não gosta do peemedebista. Pesquisas mostram que o governo dele é mal avaliado pela maioria dos brasileiros, mas, certamente, há também os eleitores que prezam pela sua saúde e também para uma boa gestão do país.

Infelizmente, nessa semana, uma notícia acabou pegando todos de surpresa. O presidente da república foi diagnosticado com um problema grave de saúde.

De acordo com informações do site 'Gazeta do Povo', uma artéria do peemedebista estava obstruída. A artéria coronária estava cheia de gordura e isso é mais grave do que parece. Michel ouviu dos especialistas que era necessário fazer uma cirurgia às pressas. A má notícia para ele aparece em um momento que o Brasil passa por momentos difíceis.

Presidente Michel Temer tem mal no coração e precisa passar por cirurgia

Os especialistas explicaram ao presidente que ele teria que passar por um cateterismo. O objetivo era fazer a retirada de gordura da artéria, o que não é um movimento tão simples quanto parece. Michel Temer, como mostra a reportagem da Gazeta descobriu o problema quando fazia um exame de rotina. Os médicos acrescentaram que passar por tudo isso seria complicado, mas necessário.

Além da cirurgia, Michel, que é casado com uma mulher muito mais nova, teve outras recomendações.

Ele ouvir, por exemplo, que precisaria se cuidar. Uma dieta gordurosa nem pensar. Por conta da idade, os estresses também precisam serem evitados, mas no caso de um homem que tem o cargo de presidente, especialmente durante um momento turbulento pelo qual passa a Política brasileira, torna-se algo muito complicado.

O substituto de Dilma Rousseff está com 77 anos. Ele é considerado um homem ávido se consideramos sua idade. Temer poderia estar até aposentado, mas continua a mostrar sua cara na política brasileira. Segundo os médicos que atenderam o presidente, se o tratamento for bem sucedido, poderia se dispensar a cinecoronariografia por cateterismo.

A TV Globo informou que o presidente seria submetido a cateterismo após a votação de pedido de abertura de processo na Câmara de Deputados. Oficialmente, ele prefere não falar sobre esse assunto tão difícil para todos.