Com direito a evento com grande pompa e discurso, o prefeito de São Paulo, João Doria, anunciou o lançamento do programa “Alimento Para Todos” no começo do mês. O nome parece ser simpático, mas ao tomar conhecimento do que é feito o produto, a gigantesca maioria da população foi contra, e, para completar, a explicação de Doria, que era para causar um bom impacto, gerou exatamente o contrário.

“Alimentos que seriam jogados no lixo”

Durante o lançamento do programa, Doria afirmou que aquele “era um momento histórico na vida da cidade e do Brasil”. Mas foi quando ele decidiu falar diretamente para a câmera que resultado foi péssimo.

Demonstrando orgulho, o prefeito mostrou um pote e disse que aquele era o “Alimento Para Todos” e que ali estavam ”alimentos que seriam jogados no lixo’ e que são reaproveitados com toda segurança alimentar. Doria ainda explicou que aqueles alimentos tinham todos os nutrientes necessários e que a partir deste mês passariam a ser distribuídos de formal gradual por diversas entidades do terceiro setor, além da própria prefeitura. No final, ele disse que era um produto “abençoado” e passou a distribuir para jornalistas e pessoas que estavam no evento.

“Deu ruim para Doria na internet”

Tão logo o vídeo e as notícias sobre o “Alimento Para Todos” apareceram na internet, um verdeiro tsunami de críticas e deboches surgiu. O produto foi apelidado de ração para pobre. Houve até quem defendesse a iniciativa, mas a imensa maioria atacou João Doria [VIDEO]de maneira virulenta.

Alguns comentários chegam a ser impublicáveis, tamanha a revolta, muitos pediram que Doria e sua família passem a se alimentar apenas desse produto, já que ele diz ser tão bom. “Leva pra sua casa, Seu Doria e coma juntamente com sua família!!! Verifique se ambos aprovam!! O povo quer emprego e menos riquinhos brincando de poder!!”, esbravejou um internauta. “Quer resolver o problema da fome? Incentive a agricultura familiar. E ainda tem gente pobre defendendo um acinte desses”, criticou uma internauta. “O prefeito está dando lavagem seca para as pessoas. E tem pessoas que pensam que ele está fazendo certo. Eu sou contra assistencialismo para toda vida, mas se for para fazer não distribua lixo.”, postou um terceiro.

Nas redes sociais, além de chuva de críticas, até memes foram criados debochando de Doria.

Conselho Regional de Nutricionistas é contra a proposta

O Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região (que engloba São Paulo) se posicionou contra o programa de João Doria, afirmando que ele contraria os princípios do direito humano a uma alimentação adequada.

O conselho entende que as pessoas devam consumir alimentos frescos e de qualidade.

Outro problema apontado pelo conselho foi que nem a prefeitura nem o fabricante apresentaram informações técnicas e nutricionais sobre como o produto é feito.

Prefeitura volta atrás no que Doria disse

Após a péssima repercussão do “Alimento Para Todos”, a Prefeitura de São Paulo teve que voltar atrás e afirmou que não sabe se distribuirá o produto feito com alimentos perto do fim do prazo de validade. A secretária de Direitos Humanos, Eloísa Arruda, afirmou que ainda não existe um plano estruturado, que ainda está em fase de estudo e que nenhum convênio foi assinado.

A nova versão é totalmente contrária a de Doria que afirmou que já este mês os alimentos seriam doados.