O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, é sempre líder absoluto em todas as pesquisas presidenciais para as Eleições de 2018, por isso algumas pesquisas que mostram o petista derrubado por outros possíveis candidatos impressionam muito toda a população.

Na pesquisa do Instituto Datafolha, o ex-presidente Lula ficou em primeiro lugar isolado em quase todos os cenários, variando entre 29% e 35% das intenções de votos, seguido do deputado federal Jair Messias Bolsonaro, mas um dos cenários derrubou o petista diante de dois adversários.

A pesquisa que derrubou Lula

O Instituto Datafolha traçou um cenário das intenções de votos dos evangélicos, tendo em vista que Lula é o pré-candidato mais popular atualmente no Brasil.

Calculava-se que o ex-presidente estaria entre as preferências dos evangélicos, mas os dois preferidos dos adeptos da religião foram o deputado federal, Jair Messias Bolsonaro, e a ex-senadora, Marina Silva [VIDEO].

Lula tem uma grande rejeição de parte do eleitorado brasileiro, e conforme a pesquisa do Datafolha, boa parte dessa rejeição vem por parte dos evangélicos, mesmo com o petista se demonstrando muitas vezes religioso.

O motivo da rejeição de Lula vem muito provavelmente das suas acusações e dos casos em que é réu atualmente, sendo 6 julgamentos em primeira instância e 1 na segunda, pois o petista foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 9 anos e meio de prisão por ter supostamente recebido um apartamento no Guarujá, em Litoral de São Paulo, em forma de propinas da empreiteira OAS.

Marina apoia Bolsonaro ou Lula?

A verdade é que Marina Silva deve se lançar candidata à presidência da República pelo seu partido, o REDE, mas em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o que é muito provável, estima-se que a ex-senadora apoie o deputado federal, mesmo não concordando com os seus ideais, mas ainda é totalmente contra Lula e adepta da operação Lava Jato [VIDEO].

Ciro Gomes elogia Bolsonaro

Outro candidato representante da esquerda fez um elogio a Jair Bolsonaro. O integrante do PDT, Ciro Gomes, afirmou que Bolsonaro é mais íntegro do que os tucanos (integrantes do PSDB), e isso acabou impressionando muito.

Ciro afirma que irá roubar eleitores de Jair Bolsonaro, pois o que eles procuram é seriedade e autoridade, coisas que o político, que já foi candidato à presidência da República antigamente, diz ter e pode conter esses eleitores a seu favor.