A propaganda partidária do PT (Partido dos Trabalhadores) exibida em rede nacional e horário nobre de rádio e TV nesta noite de quinta-feira (12) teve toda a intenção de apoiar, colaborar e defender o tão idolatrado ídolo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO]. Ele que é cheio de problemas envolvendo a Operação Lava Jato e possui grande envolvimento em outra ação na Justiça Federal de Curitiba (PR).

A legenda exaltou os feitos de Lula no seus dois mandatos na Presidência da República e mostrou vários depoimentos de eleitores defendendo que não há provas contra o ex-presidente e que há "perseguição Política" contra ele.

"Querem te proibir do direito de escolher um presidente", disse a atual presidente do PT, a senadora Hoffmann (PR). Durante o programa, foi mostrada foto do ex-presidente com a faixa presidencial sendo retirada da parede.

O PT mostrou diversos vídeos em que jornalistas da TV falaram o nome do então ex-presidente, isso tudo com o intuito de dar apoio e reforçar o discurso de "perseguição".

Um locutor destacou a relação de empregos que foram atribuídos durante o mandato do ex-presidente, dizendo a seguinte frase: "Por que tanto ódio contra quem tanto fez pelo povo brasileiro?" "Agora, tentam deletar essa grande história. Com certeza não vão ter êxito. O povo nas ruas apoia e abraça Lula", completou o locutor.

O ex-presidente teve sua defesa com a afirmação que "fortaleceu a Polícia Federal e as investigações" além das alfinetadas ao atual presidente Michel Temer, que foram notadas a partir de menções a “JBS e malas de dinheiro”.

Os melhores vídeos do dia

Críticas a Temer

Apesar das acusações contra o Partido do Movimento Democrático Brasileiro, o partido não se manifestou em relação à denúncia feita pela Procuradoria Geral da República contra Temer e que prossegue na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados.

Ao invés de reunir todas as denúncias contra o atual presidente, o PT decidiu ir contra as atuais propostas feita pelo governo em relação às reformas. "Estão tirando direitos, a taxa de desemprego aumentou drasticamente, o Brasil retornou ao mapa da fome", divulgou a propaganda do PT.

Em um rápido aparição, Lula também emitiu sua mensagem, colocando-se como um virtual candidato a presidente na eleição do ano que vem. "É hora de organizar nossa democracia e seguir em frente, escolhendo o novo futuro presidente brasileiro. Vamos firmes, fortes e juntos defender nosso Brasil", afirmou.