O líder do governo do presidente da República, Michel Temer [VIDEO], o senador peemedebista Romero Jucá, foi encaminhado ao hospital às pressas por causa de uma doença chamada diverticulite. Ele está internado em Boa vista (RO). No momento, um avião aguarda a autorização para poder levar o político até São Paulo para realizar o tratamento adequado. A doença de Jucá se manifesta no intestino grosso, que fica inflamado ou infectado e é comum em pessoas maiores de 40 anos de idade.

A equipe médica que acompanha Jucá se manifestou dizendo que o parlamentar precisará de uma cirurgia imediatamente, pois o caso é complicado. Os médicos que estão com o senador em Boa Vista estão resistindo em autorizar a viagem do senador para se tratar em São Paulo.

A doença estaria em estágio preocupante e enfatiza uma cirurgia rapidamente.

Essa mesma doença, a diverticulite, foi a que prejudicou o eleito presidente Tancredo Neves, que antes de sua posse, acabou sendo hospitalizado. Tancredo se submeteu à cirurgia e acabou falecendo, não chegando a tomar posse. O vice-presidente da chapa, José Sarney, foi quem assumiu o Brasil naquele momento.

Jucá se preocupa com situação dos filhos

O senador peemedebista estaria passando por problemas após a Operação Anel de Giges, da Polícia Federal, indiciar seus dois filhos, Marina de Holanda Menezes Jucá e Rodrigo de Holanda Menezes Jucá. Em um programa da Rádio 93 FM, comandado pela filha, o senador resolveu desabafar sobre a situação e culpou a juíza responsável pelo caso, Ana Emília Aires, da 4ª Vara Federal de Boa Vista, pela sentença, enfatizando que a magistrada cometeu crime de abuso de autoridade e que isso se trataria de uma "retaliação" contra sua família.

Os filhos do senador [VIDEO] são acusados de crimes de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro, envolvendo desvios avaliados em R$ 32 milhões. Os desvios ocorreram em imóveis construídos a partir do programa do governo federal "Minha Casa, Minha Vida" e do superfaturamento da Fazenda Recreio.

No programa da rádio, Jucá chegou a oferecer uma música para a ação da Polícia Federal. A música escolhida foi "Passou da Conta", da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano. A Associação de Delegados da Polícia Federal não teria gostado em nada da postura do parlamentar e emitiu uma nova evidenciando excelência na atuação dos policiais no caso e enfatizando que eles cumpriram a lei na operação.