Nesta segunda-feira (2) o Instituto Datafolha divulgou, por meio do jornal Folha de S.Paulo, os resultados de uma pesquisa que identificou que 54% das pessoas consultadas sobre uma possível prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tendo em vista as apurações da operação Lava Jato, querem o ex-sindicalista atrás das grades.

Em julho, o ex-sindicalista foi condenado a 9 anos e seis meses de prisão, conforme decisão tomada pelo juiz federal Sérgio Moro [VIDEO], pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex recebido da construtora OAS. Situado na cidade do Guarujá, litoral sul paulista, o imóvel foi, segundo investigações da Polícia Federal, objeto de propina paga a Lula cuja defesa deve recorrer da condenação.

A pesquisa, realizada em 194 cidades brasileiras entre os dias 27 e 28 de setembro passado e que consultou 2.772 pessoas, relata ainda que 89% dos cidadãos brasileiros exigem que a Câmara dos Deputados autorize o Supremo Tribunal Federal (STF) a realizar análise da denúncia por formação de quadrilha e participação em organização criminosa contra o presidente Michel Temer [VIDEO].

Na primeira quinzena do mês de setembro o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, impetrou no STF uma segunda denúncia contra Temer. Entretanto, ela só poderá ser apreciada e aceita, ou não, pelos ministros da Suprema Corte, se houver consentimento por parte dos deputados federais.

Essa segunda denúncia contra o peemedebista encontra-se sob análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados que, por sua vez, deverá elaborar súmula sobre os textos observados para ser votada, em plenário, pelos membros da Casa.

A expectativa é de que todo o processo possa ocorrer até o fim deste mês.

Sobre a pesquisa

Uma das perguntas sobre as investigações da Operação Lava Jato contra o ex-presidente Lula, e as condenações resultantes dos processos, fez menção à prisão do petista. Dos entrevistados, 54% disseram que o pré-candidato do PT às eleições presidenciais de 2018 deve ser preso. Enquanto isso, outros 40% discordaram sobre a detenção do líder do partido e 5% não opinaram.

Quanto a possibilidade de prisão de Lula, apenas 28% acreditam na hipótese. Já 66% dos consultados, menos otimistas, acham que o ex-presidente não será preso.

Aprovação do governo Temer

O Instituto Datafolha perguntou, na mesma pesquisa, qual o nível de satisfação das pessoas quanto ao governo do PMDB à frente da Presidência da República e o resultado, nada surpreendente, revelou o maior índice de insatisfação já registrado na história da recente democracia brasileira, com menos de três décadas. Antes, apenas José Sarney, em 1989, havia sido tão mal avaliado em virtude da hiperinflação no país, mergulhado em crise econômica até a implantação dos primeiros passos do plano real, no governo Itamar Franco, no ano de 1993.

Para 73% das pessoas ouvidas o governo Temer é ruim ou péssimo. Outras 20% disseram que é regular e apenas 5% consideraram boa a administração da nação pelo peemedebista.