Ainda internado, Michel Temer só deve ter alta hospitalar amanhã, dia 30 de outubro, depois de ter sido submetido a uma cirurgia urgente, ficando no Hospital de São Paulo durante três dias, onde sua situação preocupante foi analisada e controlada. Tal como informa o site 'Notícias ao Minuto', ao contrário do que se poderia pensar, esse problema urológico do Presidente da República não foi nada simples, visto que até um dos seus principais médicos, chamado Roberto Kalil, achou que, em um determinado momento, Michel Temer poderia estar morto. “Achei que ele tivesse morrido", confessou de forma muito inesperada o experiente médico à coluna Radar, da revista 'Veja', afirmando que se assustou muito por demorar mais de uma hora até conseguir conversar com alguém que estivesse com Temer, depois de ter sido informado de que ele tinha sido internado.

De fato, Michel Temer não tem sido notícia pelo seu alegado envolvimento em esquemas de corrupção ou até mesmo por causa de um discurso polêmico, mas sim por causa dos seus problemas de saúde muito preocupantes, o que está fazendo com que muitos dos seus seguidores fiquem preocupados. Na passada quarta-feira, dia 25 de outubro, o atual Presidente da República se sentiu bastante mal, tendo que ser imediatamente transportado para o Hospital do Exército, onde foi avaliado e internado.

Ainda em Brasília, ele passou por procedimento de desobstrução do canal da uretra, tendo recebido alta no dia seguinte, alegadamente por ter que cumprir alguns dos seus compromissos profissionais. Contudo, e como garante o site 'Notícias ao Minuto', na noite dessa sexta-feira e já internado na unidade semi-intensiva do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, Temer teve que ser avaliado, sendo que os médicos estão agora tentando perceber os verdadeiros motivos para que o político, com setenta e sete anos de idade, tenha tido esse problema grave na uretra. [VIDEO]

A verdade é que o pior parece ter felizmente sido ultrapassado, não sem antes um dos seus médicos ter ficado muito assustado e até acreditado que o Presidente da República tinha morrido na viagem para o Hospital.

Nas redes sociais, muitos internautas garantem que não desejam problemas de saúde a ninguém, afirmando, porém que, seria até bom para o país que o Presidente da República [VIDEO] ficasse incapacitado fisicamente para continuar na função, apressando dessa forma as Eleições presidenciais, que estão marcadas para o próximo ano e em que, nas pesquisas recentes, Luiz Inácio Lula da Silva lidera.