O presidente da república Michel Temer passou por um grande mal na manhã desta terça-feira (25). De acordo com informações do Plantão da Globo, da TV Globo, que interrompeu a programação de maneira extraordinária, o peemedebista teria tido um problema de saúde e precisou passar por uma cirurgia às pressas. A Globo News compartilhou um dado que já tinha sido dado pela TV Globo na semana passada, que é de que Michel teria um problema no coração. O Palácio do Planalto, ainda na semana passada, chegou a negar a informação sobre o coração do presidente da República e disse que ele estaria bem de saúde.

Michel Temer é levado para a sala de cirurgia e coração seria problema do presidente

Médicos, no entanto, extraoficialmente, informaram aos meios de comunicação que o presidente estaria com uma artéria obstruída e que, por isso, precisaria passar por um procedimento de desobstrução coronarena.

O procedimento é usado justamente para evitar que o paciente tenha problemas mais sérios no coração, como um infarto. Por volta das 14h35 no horário de Brasília, fontes do Palácio do Planalto confirmaram ao G1 que o presidente estaria em um centro cirúrgico de um hospital do Distrito Federal. Não foram passadas mais informações a respeito do assunto.

Fontes negam coração e falam de misterioso problema no coração

Atualizando as informações. Por volta de 14h40, no horário de Brasília, novas notícias sobre o estado de saúde do presidente foram dadas. Segundo as primeiras informações, o problema do presidente não seria no coração, mas sim de urologia. Ele estaria no hospital do Exército. Pelo menos, foi esse o dado passado pela equipe médica do hospital onde o peemedebista está. Ele estaria desacordado após o procedimento.

Susto na saúde do presidente ocorre em meio à votação importante

O presidente passou mal no momento em que o plenário vai decidir se autoriza ou não o prosseguimento da denúncia para análise STF. O Parecer da CCJ recomendou rejeição das acusações; são necessários 342 votos "não" para denúncia ser autorizada Há no momento 408 deputados na Câmara, mas apenas 67 registrados na nova sessão. É preciso um quórum mínimo de 342 para que a denúncia seja votada. Muitas pessoas ficaram chocadas com a informação que foi dada. "Meu Deus, que caos", disse um internauta.

E você, o que pensa que pode ter ocorrido com Temer? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.