O Brasil acompanha atônito toda a situação envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB). O peemedebista que substituiu Dilma Roussef (PT), que sofreu impeachment no ano passado, é pivô de diversos escândalos [VIDEO] de compras de votos de parlamentares para permanecer no poder.

Nesta quarta-feira (25), dia em que mais uma votação importante para o mandatário da nação passará pela Câmara dos Deputados, o presidente passou mal e teve que ser internado às pressas no Hospital do Exército, em Brasília.

Ao dar entrada no local, ele foi encaminhado diretamente para o centro cirúrgico. A informação foi divulgada por emissoras de TV.

A Globo, inclusive, exibiu o seu tradicional plantão.

Problema de saúde

Michel Temer tem 71 anos e enfrenta problemas cardíacos [VIDEO] há algum tempo. Além disso, o presidente sofre com diabetes e tem que tomar remédios para que seu estado de saúde não se agrave.

Nesta quarta, ele foi internado por conta de um problema urológico. Detalhes deste problema de saúde não foram divulgados. Temer vem passando por altos momentos de estresse na presidência da República, correndo o risco, inclusive, de ter que deixar o cargo como sua antecessora.

Críticas

A internação às pressas do presidente caiu como uma bomba para os brasileiros. No Twitter, o termo Michel Temer foi um dos mais comentados do microblog durante toda a tarde.

“expectativa: ‘O presidente Michel Temer acaba de entrar em óbito’. Realidade: ‘o presidente Michel Temer teve um mal estar’”, comentou um internauta.

Ele foi apenas um dos muitos que parecem estar torcendo para que o pior aconteça com Temer.

“Michel Temer internado. Vamos torcer para que tudo dê certo e ele morra”, tuitou outro internauta contrário ao presidente. “Acabei de ver a notícia que Michel Temer está no centro cirúrgico. Eu não estou pensando isso que você tá pensando”, comentou outro internauta. Dá para imaginar o que ele está pensando.

Rejeição

A rejeição ao chefe do executivo é altíssima e seu índice de aprovação é um dos piores de todos os tempos para um presidente da República. Tudo isso é causado pela aprovação da Reforma Trabalhista e também a Reforma da Previdência.

Michel Temer não será candidato à Presidência em 2018. O PMDB ainda não decidiu se lançará candidato próprio – o que é bem difícil – ou se vai apoiar a candidatura do candidato do PSDB – este é o mais provável.

Repercussão

Confira os tuítes comentando sobre a internação do presidente.