Michel Temer, atual Presidente da República do Brasil, passou por um grande mal-estar na manhã desta quarta-feira (25). Segundo informações passadas em primeira mão pelo 'Plantão da Globo', que interrompeu a programação da Rede Globo [VIDEO] imediatamente de maneira extraordinária, Temer [VIDEO] teria se sentido mal em decorrência de um problema de saúde e precisou ser submetido a uma cirurgia de emergência em Brasília.

De acordo com diversos sites de informação, dentre eles Extra, UOL e Terra, Michel Temer teria sido diagnosticado recentemente com um grave problema cardíaco, e instruído pelos especialistas que o acompanham frequentemente no Planalto a se submeter o quanto antes a uma cirurgia minuciosa para a correção de uma válvula no coração.

Presidente Michel Temer é levado às pressas para hospital na capital Federal

Sentindo-se mal, o Presidente da República foi imediatamente atendido pelo departamento médico do Palácio do Planalto, que diariamente fica à disposição do peemedebista.

Se submetendo a uma consulta criteriosa, Temer recebeu o diagnóstico de obstrução urológica e foi prontamente instruído a passar por uma avaliação mais precisa e detalhada no Hospital do Exército em Brasília, onde o mesmo precisaria ser submetido a uma série de exames clínicos.

Após exames, Temer é submetido a cirurgia

Constatado o diagnóstico de obstrução na uretra, o presidente Michel Temer foi submetido a um procedimento cirúrgico para desobstruir o canal urológico. A informação, que foi passada por um correspondente do governo, segue à espera de novos detalhes.

Nota oficial foi divulgada pela Secretaria de Comunicação da Presidência

Até o presente momento, nenhuma nota oficial a respeito do atual estado de saúde do peemedebista foi divulgada por sua assessoria. O único comunicado realizado a respeito do mal-estar de Temer, foi feito por volta das 15h30 pela Secretaria de Comunicação da Presidência, e revelou: ''O excelentíssimo Presidente da República Michel Temer, sofreu um desconforto no fim da manhã de hoje (25) e foi imediatamente consultado pelo próprio departamento médico do Palácio do Planalto. O médico, que se encontrava de plantão constatou uma obstrução urológica e recomendou que o mesmo fosse avaliado através de exames clínicos no Hospital do Exército, onde o mesmo já se encontra para a realização de exames e receberá o devido tratamento.''