Uma pesquisa recente do Instituto Datafolha foi divulgada nesse final de semana e muitas pessoas ficaram impressionadas ao descobrirem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está liderando a corrida presidencial mesmo após ter sido condenado pelo juiz federal Sérgio Moro [VIDEO].

De acordo com a pesquisa, Lula [VIDEO] tem 35% da intenção dos votos e está à frente de todos os outros possíveis candidatos. Ainda de acordo com o divulgado, quem aparece em segundo lugar na corrida presidencial é o deputado do PSC-RJ, Jair Bolsonaro. A intenção de voto em Bolsonaro oscila entre 16% e 17%, o que faz com que Lula em relação a Jair tenha, pelo menos, o dobro da intenção de votos dos eleitores.

Ex-presidente comenta pesquisa

Na última segunda-feira, durante o encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Lula comentou a recente pesquisa do Datafolha e afirmou que muitas pessoas pensaram que ele iria ‘acabar’.

O petista ainda afirma que todos os dias inventam algum crime atribuído a ele, sendo todos os dias ‘preso’. No entanto, de acordo com o ex-presidente, eles (oposição) ficaram surpresos ao descobrir que é o nome dele que lidera a corrida presidencial. O petista ainda disse que, se a pesquisa não levasse em consideração um candidato virtual, ele teria 40% das intenções de votos. Luiz Inácio não revelou quem seria o tal candidato virtual.

Antes de o ex-presidente fazer os comentários, ele leu uma carta da também ex-presidente Dilma e aproveitou o momento para defender as realizações do governo dela.

Além do ex-presidente, estavam presentes no MAB a presidente do PT, Gleisi Hoffman, o senador Roberto Reguião (PMDB) e o senador Lindebergh Farias (PT).

O evento também contou com a participação de pessoas de 10 países diferentes e, no total, conseguiu reunir cerca de 3.500 pessoas.

Entenda como foi realizada a pesquisa para saber a intenção de votos dos eleitores

Para chegar ao resultado final, o Datafolha entrevistou 2.772 pessoas em 194 cidades diferentes. A pesquisa considera uma margem de erro que pode variar de dois pontos percentuais para menos ou para mais. O Datafolha ainda ressaltou que, nos últimos três meses, a taxa de rejeição em relação ao ex-presidente também diminuiu.

No mês de junho, 46% dos eleitores entrevistados afirmavam que jamais votariam em Lula, porém, nessa pesquisa mais recente, a taxa reduziu 4 pontos percentuais e, agora, o petista tem 42% de rejeição.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com relevância para a nossa sociedade.