O vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, que também já foi governador do estado de São Paulo gravou um vídeo e publicou nas redes sociais [VIDEO] criticando duramente o prefeito da capital paulista, João Doria, classificando-o mesmo “como um dos piores políticos que o PSDB já teve em São Paulo".

No vídeo, que possui duração de poucas mais de 4 minutos, Goldman critica ferrenhamente as atitudes de João Doria à frente da Prefeitura de São Paulo. Ele diz que em nove meses de gestão da cidade mais rica do país, Doria ainda não nasceu e que ele ainda está em gestação e que nem ao menos sabe se o prefeito um dia irá nascer, pois até agora, no ponto de vista dele, ele só viu Doria como um político preocupado com a Presidência da República.

“Ele viaja por todos os lugares, todos os Estados do Brasil, todas as cidades e todos os países. E diz que está trazendo alguma coisa para São Paulo. Ele não está é trazendo nada. Quer dizer, candidato a presidente da República ele é, desde o primeiro dia que venceu a eleição. Prefeito, ele não é", afirmou Goldman, que fez questão de citar a viagem que João Doria fará a Belém, no Pará, neste final de semana, para visitar o Círio de Nazaré, uma das maiores festas populares religiosas do Brasil.

Assista na íntegra a gravação publicada por Alberto Goldman criticando João Doria, dando um clique no vídeo abaixo:

Agenda de João Doria

O prefeito de São Paulo ainda não respondeu as críticas feitas por Goldman. Ele chegou nesta sexta-feira (6) a Belém do Pará, onde participou de almoços e reuniões.

Os melhores vídeos do dia

Inclusive, ele teve um encontro com a cantora Fafá de Belém, de acordo com a agenda oficial do prefeito divulgada nesta sexta. Ele deverá retornar a São Paulo somente na noite deste sábado (7).

Em oportunidades anteriores, Doria já havia rebatido críticas sobre suas frequentes viagens para outros estados; Na opinião dele, com a tecnologia de hoje em dia, é perfeitamente possível cobrar a todos os seus subordinados, mesmo sem estar presente. Segundo o prefeito, não há problema nenhum em viajar e deixar em dias úteis a prefeitura.

Outro nome forte do PSDB que criticou as viagens feitas pelo prefeito paulistano foi o prefeito de Manaus, Arthur Vigílio, que também tem pretensão de se candidatar à Presidência da República. Como reposta, Doria disse que não emite opinião sobre a gestão de Vigílio e, por isso, dispensa as recomendações dadas por ele a sua gestão à frente da Prefeitura de São Paulo.