O ex-presidente Lula continua liderando as pesquisas para a disputa presidencial de 2018, mesmo enfrentando diversos processos judiciais. Desde quando o nome de Lula foi cogitado como possível candidato à presidência da república, o ex-presidente passou a liderar as pesquisas de intenção de votos. Agora, no final de outubro, foi divulgada nova pesquisa realizada pelo IBOPE, e, novamente, o ex-presidente Lula aparece liderando as pesquisas, com 35% das intenções de voto, mais que o dobro das intenções de voto no segundo colocado.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Lula

Lula lidera corrida presidencial

Após a divulgação da notícia, diversos veículo de comunicação divulgaram a informação, que ganhou muita repercussão, pois, mesmo com diversos 'enfrentamentos', Lula se mantém na liderança 'isolada' da disputa para as eleições presidenciais de 2018.

Conforme a pesquisa, o Lula (PT) aparece em primeiro lugar, com 35% das intenções de voto, seguido do deputado Jair Bolsonaro, que obteve 13% das intenções de voto, seguindo a pesquisa do IBOPE.

Disputa judicial

Segundo muitos veículos de comunicação e juristas, as eleições presidenciais de 2018 prometem ser as disputas mais judicializadas da história. As possíveis questões envolvem justamente o ex-presidente Lula, líder da pesquisa [VIDEO], que enfrenta diversos problemas na justiça e pode ser impedido de ser candidato.

Lei da ficha limpa

A legislação brasileira foi alterada não faz muito tempo e incluiu uma mudança na lei eleitoral, assim, passou a proibir que candidatos condenados em segunda instância (por um colegiado) sejam impedidos de disputar as eleições, mesmo que não tenham contra si uma condenação definitiva (Lula foi condenado em 1ª instância e aguarda julgamento do recurso).

A lei teve grande apoio popular e contou com milhares de assinaturas, porém, no mundo jurídico foi duramente criticada, por ser inconstitucional. Segundo muitos juristas, a constituição só permite a formação da culpa com o trânsito em julgado de sentença penal condenatória, sendo que, qualquer decisão que venha limitar os direitos constitucionais de um cidadão, antes do trânsito em julgado,é 'claramente inconstitucional'.

Presidente que mais combateu a corrupção

Embora pesem contra Lula diversas acusações ligadas a corrupção, por questões políticas e por não ter impedido a corrupção na Petrobrás, além de acusações complexas e questionáveis, sobre os casos do Sítio e do Triplex, Lula foi um dos presidentes que mais combateu a corrupção.

O governo Lula é amplamente reconhecido por ter dado mais autonomia para o Ministério Público e para a Polícia Federal, além de ter sancionado a Lei da Ficha Limpa e tornado mais severa a pena para o crime de corrupção.