O Barômetro Político Estadão-Ipsos divulgou nessa última quinta-feira (23) uma aprovação de Luciano Huck, apresentador da Globo, de 60%, em relação a uma possível candidatura à presidência da República. Esse número, que já foi de 43% em setembro, assustou grandes figuras da vida política, como o próprio ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva (PT), condenado pela Justiça a pagar mais de 8 anos de prisão e multas por envolvimento em corrupção, enquanto estava como presidente do Brasil. Além da alta aprovação na pesquisa [VIDEO], a rejeição a Huck também impressionou e caiu de 40% para 32%.

Lula ataca

Lula, no entanto, logo mandou uma indireta pesada para o apresentador do “Caldeirão do Huck”.

Ele disse que iria adorar [VIDEO]disputar uma eleição com “alguém que tem o logotipo da Globo na testa”, afirmou o petista. E o que seria motivo para que Luciano continuasse a sua conversa com algumas grandes figuras nacionais, como Joaquim Barbosa e Marina Silva, acabou fazendo o efeito reverso e deixando o apresentador frustrado, principalmente por causa da revolta de Lula, que até teria mencionado falar sobre algumas criações de Huck, como a ‘Tiazinha’ e a ‘Feiticeira’, lá nos anos 90.

Huck recua

Por isso, Huck recuou. De acordo com a coluna “Painel”, pertencente à Folha de S. Paulo, os ataques feitos por Lula a Luciano motivaram o apresentador a desistir de sua carreira política. A informação é que o famoso separou um momento do seu tempo para conversar com amigos e familiares, e revelar que ele acabou desistindo de disputar a mais importante cadeira do país, a da presidência da República.

Para muitos [VIDEO], o fato de que Huck terá a sua vida profissional e pessoal detonada por vários políticos nacionalmente, não é algo muito motivador. Soma-se a isso o fato de que, atualmente o apresentador tem um salário gordo na Globo – que também aguarda a posição do famoso sobre se ele vai seguir carreira política ou não – e, caso fosse eleito, apesar do posto de homem mais importante do Brasil e repleto de regalias, financeiramente falando, Huck não veria muita diferença, no entanto. Será que valeria a pena ter o nome detonado por Lula e companhia, arriscar não vencer, e sair com o nome sujo? Isso pesou na cabeça do apresentador.

Vale a pena?

É importante lembrar que, como apresentador, em alguns dos seus quadros, Huck consegue ajudar algumas pessoas. No entanto, como presidente, poderia ajudar a todo o país, mesmo que financeiramente não fosse algo estupendamente diferente para ele, apesar dos acordos com empresas, do poder de ser o homem mais importante do Brasil e outras regalias.

Mas o fato é que a novela continua e tudo pode mudar. Muitos partidos, inclusive, têm demonstrado interesse no apresentador, que ainda não se decidiu, mas já conversou com algumas siglas.