Nessa terça-feira (28), o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ) [VIDEO], que é um dos presidenciáveis para 2018 [VIDEO], foi recebido pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O objetivo da visita do deputado foi discutir as necessidades de tal setor do país e, como de costume, nas prioridades de bolsonaro, a conversa teve um foco maior na segurança. Assunto pelo qual o pré-candidato sempre chama atenção em seus discursos, afirmando ser o maior problema de nosso país.

O deputado federal defendeu não só o porte de armas comuns nesse caso, mas também o uso de fuzis pelos produtores rurais na intenção de proteção da propriedade privada, o que afirma ser algo sagrado na democracia.

O parlamentar disse que em certas situações é preciso radicalizar e que essa é uma delas.

Além de abordar o porte de armas no quesito segurança, Jair Bolsonaro também falou sobre um projeto que classificaria invasão à propriedade privada como terrorismo.

O deputado está confiante a respeito da aprovação da FPA, afirmando ter 90% dos votos da bancada ruralista. Mas alguns parlamentares ainda possuem questionamentos sobre o pré-candidato. O deputado federal Domingos Sávio (PSDB/MG) falou sobre a falta de vivência de Bolsonaro na área rural, mas também reconheceu como ponto positivo o fato do deputado sempre ratificar que irá montar um equipe com especialistas para cada área necessária, disposto a solucionar os problemas com especialistas e também disse achar que ele possui um conhecimento amplo, apesar da falta de vivência.

O deputado federal Nilson Leitão (PSDB/MT), que é presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, disse que a proposta de tais encontros é a discussão sobre os agronegócios brasileiros. Nilson Leitão reconheceu o interesse de Jair Bolsonaro na questão rural, no setor produtivo. O presidente disse que todos os presidenciáveis são muito bem-vindos para discutir na FPA, principalmente os que defendem o setor, visando a grande importância que o agronegócio representa para o Brasil e reconheceu Bolsonaro como um dos que tem feito essa defesa em relação a área da agropecuária.

Jair Bolsonaro não foi o primeiro pré-candidato a se reunir na FPA com os parlamentares. Além dele, outros dois possíveis candidatos foram a reuniões com a bancada ruralista em 2017, o atual prefeito da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB) e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).