Há diversas opiniões e críticas e até mesmo acusações de radicalismo sobre a intervenção militar. Mas o que está acontecendo na verdade é que na mesma proporção que as pessoas vão tomando conhecimento dos escândalos em que aparece sempre um político envolvido em corrupção, elas vão ficando também cada vez mais desacreditadas e acaba crescendo o número de pessoas que creem que a única solução realmente é uma intervenção militar.

Há cerca de dois meses, um instituto de pesquisas chamado Paraná Pesquisas constatou que cerca de quarenta por cento dos brasileiros, ou seja, aproximadamente oitenta milhões de pessoas querem uma intervenção militar.

Infelizmente, a situação política do Brasil está muito conturbada, chegando ao ponto de um fato que nunca havia acontecido na história do Brasil, com comandantes e generais fazendo convocações e incentivando o povo a ir para as ruas pedir uma intervenção militar e tirar o país do poder político [VIDEO].

O General Pujol, Comandante Militar do SUL, disse que uma intervenção não seria necessariamente a solução para os problemas que vem sendo enfrentados pelo país, mas que o povo deve ir para as ruas fazer manifestações de forma ativa.

O comandante disse também que existem várias maneiras de fazer uma mudança no país, e citou como exemplo o povo da Venezuela, que não tem saído das ruas fazendo manifestos.

Segundo o General Pujol, não adianta quase nada ficar usando as redes sociais para se manifestarem; tem que sair para as ruas e mostrar que não estão satisfeitos com a situação, mas de forma passiva.

Hashtag foi usada 5 milhões de vezes no twitter

Mesmo com tantos generais e comandantes dizendo que uma intervenção não é a solução, tem uma grande massa de juristas e especialistas de diversas áreas convencidos de que a saída da crise que o país vivencia é a tomada do poder.

O apoiadores usam suas redes sociais para fazer divulgações de vídeos e investindo recursos para poder alcançar o máximo de pessoas no intuito de convencê-las da ideia de intervenção e tem gerado bons resultados, pois cada dia que se passa, os grupos de apoiadores vão crescendo.

Segundo uma pesquisa feita através de ferramentas especificas que fazem análises em redes sociais [VIDEO], a Revista Sociedade Militar constatou que nos últimos seis meses, o número de pessoas que usaram o termo “intervenção militar” continuou crescendo no país.

Esta análise foi baseada apenas na hashtag “#Dia15PeloBrasil”, que foi usada para fazer uma convocação de um manifesto que acontecerá no dia 15 deste mês. Esta tag conseguiu cerca de cinco milhões de impressões nesta última segunda-feira (06).