A Constituição do Brasil é bem clara no que diz respeito à comunicação, um direito assegurado pela lei determina o serviço como algo público. Embora poucas pessoas saibam a Rede Globo até pode ser uma instituição privada, mas a concessão que permite que o canal transmita seus conteúdos a todos os lares é de domínio público. A lei determina que ninguém pode ser dono de mais de um veículo de comunicação e possui diretrizes para que políticos não sejam donos de jornais e de rádios em suas cidades.

Infelizmente essa parte da lei brasileira não acontece de fato, face a isso temos uma rede de veículos em todo o país administrada nas mãos de cinco, ou seis famílias.

Dilma levanta debate sobre a extinção da Rede Globo e sobre a democratização da mídia brasileira

‘A concentração do poder é gravíssima’, confirma Dilma Rousseff sobre a Rede Globo e seu poder de influência perante os milhões de brasileiros.

O canal fez duras críticas ao governo da presidente afastada e possui centenas de veículos regionais em seu poder, formando um oligopólio ao lado de grandes indústrias da comunicação como Record TV, Abril, Folha e outros. Quando o repórter que entrevistava Dilma perguntou sobre a possibilidade de existir um mundo sem a presença da emissora Rede Globo, a presidente afastada respondeu de forma contunde que ‘não é só possível como é necessário’.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Televisão Política

Dilma comenta sobre poder da mídia brasileira controlada por poucas pessoas

O poder que Dilma fala está presente em diversas discussões sobre como age a mídia brasileira. A Rede Globo é acusada de ser cúmplice da ditadura militar e outros diversos escândalos envolvendo a emissora, que vão desde sonegação fiscal a uma suposta participação no incêndio de uma emissora rival no auge da ditadura. Quando o assunto é concentração de poder na mídia, o Brasil ainda caminha a passos lentos a respeito da regularização dos canais midiáticos, que possuem legislação que não é revista há mais de cinquenta anos.

Quando Dilma faz um alerta para a mídia imparcial brasileira, que já fora também questionada por veículos internacionais renomados como os jornais como Washington Post e Deutsche Welle, a presidenta afastada fala sobre o poder de influência que grandes veículos como a Rede Globo podem influenciar na Política e na economia do país. A presidente afastada do poder em 2016 também disse que não podemos continuar com uma mídia controlada, ao se referir as grandes famílias que detém o controle de grande parte de todos os veículos de comunicação no país, formando uma rede de influências em escalas nacional, estadual e regional.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo