Braço forte do PT, José Dirceu foi ministro nos governos dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (Casa Civil) e Dilma Rousseff. Ele se envolveu em um dos maiores escândalos de corrupção política [VIDEO] nos últimos tempos no Brasil. Ao contrário de Antonio Palocci, Zé Dirceu continua firme e forte sem entregar mais detalhes sobre a corrupção e favorecimentos dos quais são acusados os governos do PT. [VIDEO]

Ele foi condenado pelo juiz Sérgio Moro em duas ações penais da Operação Lava Jato. Em uma delas, a 20 anos e 10 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e por fazer parte de organização criminosa. Esta condenação já foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), corte de apelação dos casos da Lava Jato, no Paraná, que elevou a pena para 30 anos e nove meses de prisão.

Acontece que sábado (11) José Dirceu foi convidado para ir ao aniversário de sua mulher em Brasília, onde, além de comes e bebes, acontecia uma verdadeira roda samba. Um dos convidados filmou o ex-ministro na festa, que, por sua vez, estava feliz da vida dançando e comemorando entre amigos e convidados o aniversário da esposa.

O vídeo do ex-ministro José Dirceu caiu na web e causou alvoroço entre os internautas, pois ficaram indignados em ver um condenado na Operação Lava Jato dançando feliz da vida em uma roda de samba.

Veja o vídeo:

Medidas que restringem a liberdade de José Dirceu

José Dirceu aguarda em liberdade restritiva uma possível decisão quanto ao seu caso, que virá da segunda instância. Essa decisão poderá absolvê-lo ou condená-lo definitivamente.

Enquanto aguarda a decisão definitiva de seu caso, Dirceu pode ir a eventos como o de sábado, conforme decisão judicial, desde que cumpra algumas medidas restritivas, como, por exemplo, o uso de tornozeleira eletrônica.

Além disso, também não pode deixar Brasília, onde mora e cumpre a sua pena, não pode deixar o país (foram entregues os seus passaportes estrangeiro e brasileiro), deverá comparecer a todos atos processuais que o envolvem direta e indiretamente e não pode em hipótese alguma comunicar-se com testemunhas ou outros acusados envolvidos na Operação Lava Jato.

Dentre os convidados, estava também o condenado pelo mensalão do PT João Paulo Cunha. Cunha é ex-presidente da Câmara, foi condenado, mas já cumpriu sua pena.

Com a palavra, a defesa de Dirceu

O advogado Roberto Podval, que atua na defesa de Dirceu, afirmou que o ex-ministro está em liberdade condicional e restritiva. Portanto, tem o direito de comparecer a eventos familiares, como o aniversário da esposa, enquanto estiver em liberdade.