O general da brigada, Paulo Chagas, desabafou nas redes sociais e lamentou profundamente a atitude do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Durante a votação da prerrogativa do foro privilegiado, o ministro acabou pedindo vistas e interrompeu a sessão, que já tinha o voto de quase todos os ministros. A grande maioria já havia votado para que fosse aprovado o fim do foro privilegiado.

O pedido de vistas de Dias Toffoli foi um "banho de água fria" para aqueles que querem os corruptos na cadeia. O general tomou a palavra e fez sérias acusações contra o ministro.

De acordo com o general, "Toffoli cumpre ordens do PT e senta encima do processo do fim da impunidade".

O militar ainda questiona se as ações do ministro não seriam uma fidelidade a compromissos assumidos.

Após a postagem com insinuações fortes contra o ministro, várias pessoas comentaram com indignação o pedido de vista de Dias Toffoli. Um deles disse que o povo brasileiro está escravizado pela ação dos comunistas.

A aprovação do foro era praticamente certa, tudo caminhava bem, até que Toffoli entrou em cena. Quando um ministro pede vistas de determinado assunto, às vezes demora anos para que ele leve de volta ao plenário. Podemos resumir que os corruptos terão muito tempo ainda livre para esbanjarem tudo aquilo que roubaram.

Reunião com Temer

O ministro da Corte se encontrou com o presidente Michel Temer nas vésperas da sessão do STF sobre o fim do foro. Muita gente insinuou que ele poderia estar combinando com Temer manobras para que tanto o presidente como outro chefes de Poderes pudessem ficar livres da Justiça.

O site "Os Divergentes" notou essa reunião estranha e colocou esse tema em questão.

Toffoli garantiu que a conversa tida com Temer [VIDEO] foi apenas porque se dá muito bem com o presidente. Questionado sobre conversar com o peemedebista às vésperas da votação, o ministro afirmou que isso foi apenas coincidência.

Segundo o ministro, suas ações no tribunal já iriam acontecer antes mesmo dele falar com Temer.

Dias Toffoli já avisou que esse ano não voltará nesse assunto do fim do foro.

Esperança

Ainda nas redes sociais, Paulo Chagas passou uma mensagem de otimismo para as pessoas. Mesmo diante de um Supremo fraco, ainda há tempo dos ministros mudarem seus conceitos e tentarem por fim à impunidade.

Caso o STF [VIDEO] se mantenha desse jeito, o general demonstrou que o Brasil não será eternamente um país corrupto, porque ele acredita que todos irão cumprir o seu dever. "A qualquer custo, assim será e, quem viver, verá!".