As últimas semanas foram de grandes expectativas no cenário político do Brasil quanto à confirmação ou não do apresentador da Rede Globo Luciano Huck [VIDEO] como candidato à Presidência da República nas Eleições 2018. Huck se comparou a Ulisses em "A Odisseia", afirmou que nos últimos meses se sentia preso tentando se desvencilhar dos encantos das sereias, que cantava a todos os lados, inclusive dentro dele.

Porém, pesou a opinião daqueles que são para ele os amores incondicionais de sua vida.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Eleições

Seus pais, esposa, filhos, familiares e amigos bem próximos que só lhe desejam o bem. Luciano Huck falou de uma constante pergunta que ecoava dentro dele: "Qual a trajetória, a razão e o momento que foi ventilado o meu nome para estar estre aqueles que são os prováveis candidatos à presidente do Brasil?”

Ele afirmou que demorou muito tempo para conseguir achar uma resposta.

Mas, após uma longa reflexão, ela se tornou nítida. "Minha constante aparição pública, minha personalidade, minhas características peculiares, a forma como consigo ver o mundo. A energia que me trouxe até aqui, que me moveu desde o começo me conduziram a esse lugar", afirmou.

Huck reiterou que a única grande virtude que possui é a de sempre e com muita paixão desejar ajudar o outro e a ser um diferencial na vida do próximo. O apresentador reconhece o sofrimento do Brasil, [VIDEO]acredita que a população está se tornando refém de um sistema político falido e completamente sem crédito.

Luciano Huck ainda declarou que sua geração trabalha e inova em muitas direções. Disse que existem milhares de novos empreendedores e profissionais liberais que não estão se conformando com o presente cenário nacional.

Após alguns minutos falando de sua reflexão para tomada de decisão quanto ao seu futuro político, Huck afirmou que continua acreditando que a abertura de espaço na mídia é importante para o crescimento e desenvolvimento de novas lideranças. Ele acredita que é importante ouvir os anseios das pessoas, lutar de verdade pelas reformas estruturais, por menos politicagem e maior representatividade.

O apresentador atribuiu ao momento de grande frustração com os atuais representantes na política a elevação do seu nome para concorrer ao mais importante cargo no governo do país. Ele não negou que estava gostando da sensação de ser entendido por uma boa parte da população brasileira. Porém, ressaltou que junto à sensação segue a pressão que é bastante pesada e indagações de todos os tipos.

Luciano terminou a sua fala dizendo para todos: "Contem comigo. Mas não como candidato a presidente." [VIDEO]