O ex-presidente e réu em processos na Operação Lava Jato, Luiz Inácio Lula da Silva, participou de uma entrevista para uma rádio de Goiás, chamada ''Rádio 730 AM'' e aproveitou para fazer diversas críticas a possíveis presidenciáveis, procuradores da República e ao andamento das investigações [VIDEO] da Operação Lava Jato.

Segundo o petista, não há motivos para que ele não se candidate à presidência da República nas próximas eleições. Para o ex-presidente, ele seria a pessoa correta a colocar o Brasil nos ''trilhos'' novamente. As declarações foram dadas nesta última quinta-feira, 23 de novembro.

Na ocasião, Lula resolveu provocar o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, um dos nomes cogitados para disputar a presidência.

Lula disse que seu maior desejo é poder disputar uma cadeira com alguém que anda com o logotipo da Globo ''na testa''. Lula costuma dizer em seus discursos que a Globo foi uma das responsáveis pelo processo de impeachment que afastou Dilma Rousseff do cargo, o petista também atribui a emissora como ''golpista''.

Luciano Huck

O apresentador Luciano Huck que comanda o programa ''Caldeirão do Huck'' está com seu nome ''em jogo''. Nesta última quinta-feira, o portal ''Estado de S.Paulo'', mostrou que Huck está com índices favoráveis para uma suposta eleição. Uma melhora significativa colocaria o apresentador em ponto decisivo na concorrência com nomes, como o do deputado federal Jair Bolsonaro, Lula, Marina Silva, Ciro Gomes e o prefeito da cidade de São Paulo, João Doria.

Desde o mês de setembro, um salto positivo de 17 pontos colocou Huck num patamar de 43% para 60%.

O índice de desaprovação caiu de 40% para 32%, mostrando que o apresentador teria grandes chances.

Nas avaliações, Huck está à frente de Lula no índice de aprovação, em seguida vem Joaquim Barbosa, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Jair Bolsonaro.

Jair Bolsonaro

Lula resolveu provocar Bolsonaro, alertando o povo para observar a vida do candidato da direita. Lula diz que Bolsonaro fala que ''não é político''. O deputado federal ganhou grande visibilidade na mídia após tomar posição sobre assuntos polêmicos envolvendo porte de armas, aborto e sendo um dos apoiadores do projeto ''Escola Sem Partido''.

Lava Jato

Lula ainda se diz ''perseguido'' por procuradores nas investigações da Operação Lava Jato [VIDEO]. O petista cita que o ''power-point é mentiroso'' e que ele é vítima da Polícia Federal, Ministério Público Federal e partidos políticos.