O ministro da Justiça, Torquato Jardim [VIDEO], recebeu uma visita um pouco constrangedora e que lhe causou desconforto. O deputado federal Francisco Floriano (DEM-RJ) foi conversar com o ministro e levou junto com ele algumas mulheres de traficantes famosos.

A audiência ocorreu em julho, mas foi revelada neste sábado (4) pelo jornal carioca “O Globo”. Floriano confirmou que levou as mulheres para uma reunião com o ministro, atendendo um pedido delas. As mulheres eram Márcia Gama dos Santos, mulher do traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, a sua irmã Silvana Santos da Silva e um dos filhos do traficante.

O parlamentar solicitou ao ministro que revogasse a proibição de visitas íntimas determinadas nos presídios federais de segurança máxima. Essas medidas foram baixadas há dois meses pelo governo de Michel Temer. O deputado federal afirmou que o encontro com o ministro foi algo normal e não teve nada de mais. Ele ressaltou que foi reivindicar um direito das pessoas.

O ministro, no encontro, reagiu da seguinte maneira. Torquato disse para o deputado que não adiantava nada falar com ele. Isso tem que ser conseguido através do advogado dos presos. Eles deveriam buscar uma solução na Justiça, pois o caminho não era com ele.

Declarações fortes

O ministro da Justiça tem feito declarações fortes contra os políticos do Rio e a cúpula da Polícia Militar do estado. De acordo com ele, todos estão envolvidos com o crime organizado.

Surgiram até informações de que a saída das Forças Armadas da Rocinha foi um pedido do ministro da Defesa, Raul Jungmann, ao ver que os militares [VIDEO] estariam correndo perigo.

Conforme o serviço de inteligência do Exército, há envolvimentos gigantescos de deputados com o crime organizado e a cúpula da polícia. Uma grande investigação está em curso. Foi criado uma força-tarefa da Procuradoria-Geral da República (PGR), a pedido do ministro da Defesa, diante da situação caótica que vive o Rio. A corrupção política abriu caminhos para a atuação do crime organizado.

Controle dos bandidos

A insegurança que existe no Rio de Janeiro é muito grande. As pessoas se sentem dominadas por bandidos que tomam conta das regiões. Quando as Forças Armadas são chamadas para atuar no estado, existe um desconforto grande com a polícia local.

O único problema do ministro com suas declarações foi ter generalizado as suas acusações. Porém, muita gente sabe que as palavras de Torquato têm sentido e o Rio pede socorro.