O presidente Michel Temer [VIDEO] teve que realizar uma cirurgia, na noite da última sexta-feira (27), para uma raspagem da próstata. Ele foi operado no Hospital Sírio-Libanês, que fica localizado em São Paulo. Ele passa bem e não tem previsão de alta, mas sua agenda está prevista para começar na segunda-feira (30).

Temer foi submetido a desobstrução uretral da próstata por causa de um quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata. A agenda do presidente Temer já prevê retorno na segunda-feira (30) para Brasília, para receber o presente da Bolívia, Evo Morales, mas ainda não está confirmada a previsão de alta.

Michel Temer, de 77 anos, e é o presidente mais velho que o país já teve. Ele também deverá passar por tratamento e dieta, pois está com obstrução parcial de uma artéria coronária, além da hiperplasia prostática benigna.

O crescimento da glândula é normal ao passar dos anos. A próstata pesa cerca de 20 gramas. Quando as células prostáticas invadem os tecidos vizinhos, como a bexiga e a uretra, ficam comprimidas e provocam o primeiro sintomas da doença. Cerca de 25% dos homens com mais de 40 anos tem hiperplasia prostática benigna. O Palácio do Planalto também confirmou, em nota, o procedimento cirúrgico, salientando que o presidente permanece internado para recuperação.

Temer fez um check-up recentemente e estava tudo em ordem com a sua saúde e o estado de saúde do presidente era normal, De repente, sentiu fortes dores e foi parar no hospital.

O procedimento pelo qual ele passou serve para deixar o caminho da urina livre.

Não seria uma doença, mas, sim, uma complicação, quando algo dentro do corpo impede a urina de sair. Se o problema for na parte alta do trato urinário, é comum que seja pedras nos rins. Elas são mais comuns entre pessoas de 20 a 60 anos, que não seria o caso de Temer, pois ele teve já com 77 anos ultrapassando a idade.

Ainda na parte alta, as obstruções urológicas podem ser causadas por coágulos e tumores, mas só os exames podem determinar qual a causa para realizar o tratamento correto para o paciente. Para que haja tempo do tratamento correto, veja os sintomas.

Primeiros sinais

Caso as dores sejam causadas por pedras nos rins, é comum uma dor muito forte que domina um dos lados do corpo. Caso as dores sejam na parte baixa do trato urinário, é comum fortes cólicas abdominais.

Tratamento

Assim que as dores manifestar pelo corpo, o paciente deve ir ao hospital o mais breve possível e fazer exames para ver a causa. O tratamento pode ser por remédios ou cirurgias.