Michel Temer não está atravessando uma fase muito boa com sua Saúde, gerando bastante preocupação para os brasileiros que estão apreciando o seu trabalho enquanto presidente da República. Tal como informa o site “Meio Norte”, na tarde desse domingo, dia 26 de novembro, o Hospital Sírio-Libanês divulgou uma nota sobre o estado de saúde do presidente Michel Temer, informando que, depois do procedimento cirúrgico que foi feito no seu coração, ele está conseguindo se recuperar da melhor forma, tendo já sua alta hospitalar agendada para essa segunda-feira, dia 27 de novembro.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Mais um procedimento cirúrgico

“O presidente Michel Temer passou a noite bem e seu quadro de saúde é estável. A previsão de alta é para amanhã”, comunicou de forma muito direta e clara o cardiologista que costuma acompanhar o atual presidente, chamado Kalil.

De fato, antes mesmo desse boletim, que faz com que muita gente possa estar mais descansada, esse mesmo médico já tinha realçado os verdadeiros perigos que obstruções de praticamente 90% em três artérias poderiam acabar sendo fatais para Michel Temer. Felizmente, tudo acabou por correr bem, sendo até surpreendente a forma rápida com que o polêmico político, já com setenta e sete anos de idade, está conseguindo recuperar de mais um enorme susto.

Risco de morte

Como garante o site “Folha Max”, quando foi contactado, Kalil Filho não teve problema nenhum em explicar detalhadamente o que realmente estava se passando com Michel Temer, informando que o presidente foi submetido a uma angioplastia para desobstruir três artérias, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP). Ao que tudo indica, Temer, quando tiver alta hospitalar, vai ter todas as condições físicas para poder retornar aos seus compromissos profissionais em Brasília, já na próxima semana, sendo que, durante esses dias de internação, o presidente esteve constantemente acompanhado pela presença de alguns dos seus familiares mais próximos. [VIDEO]

Também foi internado após um problema renal

Vale a pena recordar que, poucas semanas antes desta nova internação, Michel Temer já tinha ficado um final de semana no hospital por causa de um problema renal, tendo também nessa altura sido submetido a um pequeno procedimento.

Porém, ao contrário do que aconteceu nesse caso [VIDEO], Temer nunca correu grandes riscos de morrer.

Deixe seu comentário. Ele é muito importante para nós e ajuda no diálogo.