O ano de 2017 está chegando ao fim. Com um milhão de turbulências no cenário político, o que se deve esperar das eleições de 2018? O pleito que ocorrerá no próximo ano demonstra que não serão passivo, muito pelo contrário, despertarão grandes discussões. O país atravessa um período de radicalismo entre a esquerda e a direita política, para onde se olha encontram-se posições radicais nos discursos. Em debate sobre candidaturas à presidência, entram principalmente os nomes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), mas qual desses políticos está em destaque?

A difícil situação enfrentada por Dilma Rousseff em seu impeachment, de certo, manchou um pouco, a popularidade de seu partido entre os eleitores.

A maioria associou a forma de presidir de Dilma ao antecessor de seu cargo, a chamando por vezes de marionete e colocando Lula como conselheiro de governo. Apesar do escândalo com o nome de Dilma, o posterior caso de envolvimento do presidente Michel Temer (PMDB) nas delações da Operação Lava Jato e o período de retrocessos em políticas assistencialistas na forma de governar, fizeram o povo se lembrar do governo Lula.

Apesar de envolver possíveis denúncias de corrupção, Lula representou um marco significativo para o Brasil. Isso porque seu governo ficou assinalado como popular. Afinal de contas, em prestação de serviços sociais, ele correspondeu a expectativa de seus eleitores, configurando um polo de inúmeras medidas assistencialistas e oportunidades de qualificação profissional.

Isso o coloca como um dos possíveis nomes a tentar presidência em 2018.

Segundo dados da pesquisa de popularidade, Lula se destacou coma primeira posição de intenção de voto entre os eleitores, com 27,40% dos votos.

Jair Bolsonaro lidera pesquisas de seguidores nas redes sociais

Jair Bolsonaro é outro grande candidato que poderá vir a assumir a presidência [VIDEO]. Com um discurso de oito ou oitenta, ele atrai uma grande massa nas redes sociais, tanto de forma positiva quanto negativa. Vindo da bancada militar, o deputado constitui seu embasamento político em cima de posições protecionistas e populares entre os eleitores com visões conservadoras de governo.

O candidato atrai o apoio de evangélicos, e também de pessoas que entendem que o Brasil precisa de uma nova gestão, para encarar problemas como violência. Com um apelo ao discurso militar, o candidato garantiu o apoio de militares ao seu governo.

É sem dúvidas um grande concorrente. Esta semana, Bolsonaro recebeu uma notícia positiva [VIDEO] ao ver que lidera no número de seguidores nas redes sociais.

Jair Bolsonaro continua líder no número de seguidores na rede social. São 4,8 milhões, contra 3 milhões de Lula e 2,7 milhões do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) está em sexto, com 880 mil seguidores.

E você, já sabe qual vai ser seu voto para 2018? Lembre-se de que o voto é secreto, e é uma escolha de responsabilidade para destinar o futuro do país. Time Bolsonaro e Time Lula, parece que vai ser uma grande competição política. O jeito é aguardar e se preparar para a próxima presidência.