Desde que seu julgamento foi marcado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) para o dia 24 de janeiro de 2018 [VIDEO], o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em conjunto com o seu partido, o Partido dos Trabalhadores, tem instigado a população a se revoltar contra o TRF4, na tentativa de intimidá-los diante da força de sua militância. Inclusive, o ex-ministro dos governos petistas Dilma e Lula, José Dirceu, se referiu ao dia 24 como o ''Dia da revolta'' [VIDEO].

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Lula

E todas essas tentativas de intimidação pela parte dos petistas fez o general da brigada, Paulo Chagas, perder a paciência com o ex-presidente Lula, fazendo-o proferir declarações nem um pouco amigáveis ao petista, se referindo a ele como ''um dos maiores estelionatários da história do Brasil''.

Ele também falou sobre a imagem que Lula tenta passar para a população de ''pai dos pobres'', quando na verdade tudo que ele fez no Brasil foi saquear os cofres públicos, e Paulo Chagas frisou mais de uma vez que Lula é apenas um grande criminoso.

Na visão do general, a prisão de Lula será um grande passo para o Brasil e irá ajudar o povo que ainda cai na lábia do petista, se referindo a esses como vítimas de enganação e dizendo que eles são ingênuos. Chagas declarou ter esperança na condenação do ex-presidente.

Paulo Chagas ainda disse que toda essa história que os petistas promovem afirmando que Lula está sendo perseguido é mentira, reforçando a culpa de Lula e declarando que o juiz Sérgio Moro o condenou corretamente pela Operação Lava Jato.

O general também mencionou os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), dizendo que alguns deles são cúmplices do PT e que Lula está se apoiando nisso, se acovardando para conseguir se livrar da cadeia de uma forma ou de outra.

Os melhores vídeos do dia

Lula também está se fiando na possibilidade de a Corte dar a ele foro privilegiado, devido a sua posição de ex-presidente da República e assim ele não seria mais julgado da mesma forma que atualmente, se livrando assim do juiz Moro.

O general também acha que toda essa tentativa de evitar a prisão do petista é devido à imagem de ídolo para uma parcela da população brasileira. Porém ele disse também que não importa o que ele seja, a Justiça deve ser feita de qualquer forma.

Como uma forma de explicar seu ponto de vista, Chagas deu como exemplo o cangaceiro assassino Lampião, que para muita gente foi um herói que se rebelou contra um opressor coronel, mas na história real ele foi um bandoleiro assassino e o mesmo para Ernesto Che Guevara, que para muitos é um grande símbolo de resistência, quando na verdade foi um assassino psicopata. Paulo Chagas disse para as pessoas tentarem substituir o nome de Lula por esses dois e dessa forma tentar entender a situação atual do petista. Mas existem muitos exemplos de personalidades que existiram e divide opiniões e com Lula não é diferente.