A mais recente pesquisa de intenções de voto foi divulgada neste sábado (02), e, segundo a Datafolha, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece na liderança seguido do deputado Jair Bolsonaro (PSC).

Ao todo, foram ouvidas 2.765 pessoas entre os dias 29 e 30 de novembro, em cerca de 192 cidades. Tendo como margem de erro dois pontos para mais ou menos.

Em um cenário simulando intenção espontânea de voto, Lula lidera com 34% e Jair Bolsonaro aparece com 17%, a ex-senadora Marina Silva aparece com 9%, tecnicamente empatada com Geraldo Alckmin e Ciro Gomes, ambos com 6%.

Na simulação em que Geraldo Alckmin é substituído pelo prefeito de São Paulo João Doria, seu desempenho é semelhante ao do governador, com 5%.

Quando a escolha é deixada para os entrevistados, o ex-presidente Lula aparece com 17% das citações e Bolsonaro, com 11%.

Em cenários que simulam o segundo turno, Lula ampliou a vantagem em quatro pontos percentuais, em relações às pequisas anteriores. Em confronto com Bolsonaro, o percentual é de 51% contra 33%; já em relação a Alckmin, 52% a 30%; e contra Marina, 48% a 35%

Candidatura de Lula pode não acontecer

O ex-presidente pode ter sua candidatura barrada, tendo em vista que seu julgamento em segunda instância da condenação sofrida por corrupção no caso do tríplex de Guarujá.

Caso a condenação seja ratificada no colegiado, ele estará fora, podendo recorrer da decisão. A direção do PT acredita que seja possível mantê-lo na corrida eleitoral até o primeiro turno, mesmo sendo condenado.

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, é cogitado para substituir Lula, caso não consiga legitimidade para concorrer à presidência.

A pesquisa simulou um cenário sem o ex-presidente Lula [VIDEO]. Quem aparece na liderança é o deputado Jair Bolsonaro com 21%, Marina ficaria com 16%.

Os eleitores mais pobres têm preferência pelo o ex-presidente Lula, bem como os de menos escolaridade e moradores do Nordeste do país. O deputado Jair Bolsonaro tem a preferência dos homens, jovens e os que possuem uma renda maior.

Jair Bolsonaro

O deputado vêm surpreendendo nas estimativas da pesquisa, ficando à frente de nomes que antes eram considerados favoritos. Com um discurso radical, tem conquistado a simpatia dos que desejam uma transformação sem a influência dos conhecidos nomes da política brasileira.

Os militantes do PT estão confiantes na vitória do ex-presidente, e seguem cheios de esperança para que ele possa superar os obstáculos judicais e concorra com tranquilidade a corrida eleitoral.