Em uma entrevista para o site Revista Sociedade Militar, um líder intervencionista, E. Alarcon, fez um forte desabafo. De acordo com ele, os movimentos pró-intervenção militar estão sendo alvos de várias pessoas infiltradas que querem propagar o ódio e difamar os conceitos do próprio movimento. Isso acaba sendo algo preocupante e passivo de investigações.

Muitas pessoas acabam vendo os grupos que defendem a intervenção militar no país como insano, já que existem muitas declarações que não condizem com o verdadeiro pensamento dos defensores da intervenção.

Essas pessoas que se mostram "patriotas", mas querem difundir o preconceito, acabam destruindo a boa imagem que os grupos intervencionistas sempre possuíram.

Frases totalmente sem nexo são defendidas por alguns líderes e seguidores falsos, como por exemplo: "Gay tem que morrer" e "morte aos comunistas".

A intenção desses "espiões" é fragilizar os movimentos e transformá-los em "esquisitos" na visão do povo. Outros pontos defendidos por eles e que não são parte dos objetivos da intervenção militar são notícias falsas como as que dizem que Evo Morales irá invadir o Brasil ou que tem base russa na Amazônia.

Estratégia

De acordo com o líder do grupo intervencionista "Pesadelo dos Políticos", a situação é séria e triste ao mesmo tempo. Ele relatou as estratégias que essas pessoas infiltradas realizam para ganhar cada vez mais adeptos de suas crenças.

Alguns líderes, podemos dizer "falsos", afirmam que possuem contatos com Militares e recebem informações secretas, mas nada disso é verdade.

Eles chegam a marcar datas e eventos em que algo grave irá acontecer e depois nada acontece, eram apenas boatos.

Uma outra estratégia desses espiões é ir a eventos de militares [VIDEO], tirar foto com eles e depois postar na internet, mostrando aos seus seguidores o quanto são respeitados nesse meio. Tudo mentira, pois eles só entram em eventos abertos ao público.

Muito dinheiro

Segundo o líder intervencionista do grupo "Pesadelo dos Políticos", esses falsos líderes arrastam multidões e ganham muito dinheiro [VIDEO] com isso. Existem canais e sites que arrecadam alta grana com mentiras grotescas. Eles chegam a transcrever uma notícia alterando vários pontos e deixando-a sensacionalista.

Alarcon comentou que até falsos generais são criados e declarações inexistentes são divulgadas. Tudo buscando o interesse de ganhar dinheiro.

Os verdadeiros grupos intervencionistas querem as Forças Armadas no controle, desde que a população esteja nas ruas apoiando o movimento. Vale ressaltar que todo poder emana do povo.