O ex-governador do Rio de Janeiro e condenado por Corrupção, Anthony garotinho, está vivendo péssimos tempos na cadeia. Recentemente, Garotinho contou que teria sido atacado com um taco de baseball por um agressor que queria o seu mal. O caso repecurtiu, porém, segundo informações da Rede Globo, [VIDEO] não foi possível notar nenhuma pessoa entrando na cela de Garotinho para prejudicá-lo.

O caso da suposta agressão fez com que o ex-governador fosse transferido do presídio de Benfica para o Complexo de Gericinó, o conhecido Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Corrupção

No entanto, Garotinho disse que teria outro fato que ele não havia contado e procurou mais uma vez a ajuda da Justiça. Um bilhete entregue por alguém misterioso teria mexido com a emoção do ex-governador, que agora tenta se ''livrar'' de pessoas que lhe desejam coisas ruins.

No presídio de Benfica, Garotinho recebeu um bilhete de uma pessoa que pediu para que ele fizesse a leitura apenas quando saísse da galeria A e chegasse na galeria B. A princípio, Garotinho achou que o bilhete se tratava de uma frase bíblica, pois a pessoa especificou que aquilo iria confortar seu coração. Quando soube do conteúdo da mensagem, Garotinho percebeu que estava em saia justa.

Ao contar para a Polícia, Garotinho disse que se tratava de um pequeno pedaço de papel, sem pauta, escrito com caneta de tinta azul, mas que o verdadeiro teor do que estaria escrito ele não iria revelar tão cedo. Garotinho resolveu guardar o ''segredo'' do bilhete para si e isso será juntado pelos seus advogados de defesa no processo.

Um pedido que o ex-governador fez para a polícia, foi para que os investigadores conversassem com outros presos do presídio da Benfica, para que fosse constatado se eles ouviram ''gritos'' do momento em que Garotinho teria sido, supostamente, atacado por alguém de dentro da cadeia [VIDEO].

Ex-governador e mulher presos

Além de Garotinho, sua mulher Rosinha acabou presa pela Polícia Federal. A ação da polícia aconteceu no último dia 22 de novembro após investigações da polícia constatarem envolvimentos ilícitos através de descobertas na delação premiada da empresa JBS. No entanto, nesta última quinta-feira, 30 de novembro, Rosinha acabou sendo solta após decisão de desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral.

Rosinha teria se encontrado com Adriana Ancelmo, também ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, na penitenciária de Benfica.