O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, oficialmente ocupa o cargo de presidente nacional do PSDB [VIDEO] desde a Convenção Nacional do partido realizada no último sábado (9). Como uma das primeiras medidas como chefe tucano, Alckmin afirmou que quer fazer com que o PSDB feche questão à favor da reforma da Previdência. Isso significaria que todos os deputados e senadores do PSDB seriam obrigados a votar pela aprovação da reforma proposta por Michel Temer [VIDEO]. Caso o voto seja contrário, eles poderiam ser punidos.

Alckmin afirmou em entrevista pós-Convenção Nacional que é pessoalmente favorável ao fechamento de questão.

Lembrou que fez a reforma da Previdência em seu governo no estado de São Paulo. Porém, afirmou que não pode ser uma ordem de cima para baixo vindo diretamente da Executiva Nacional, seria necessário um diálogo com os parlamentares federais tucanos para saber o posicionamento da bancada.

Dois importantes nomes do PSDB nas Casas Legislativas, o deputado Antonio Imbassahy (BA) e o senador Tasso Jereissati (CE), afirmaram que a posição do partido é em sua grande maioria favorável a aprovação da reforma. Jereissati chegou inclusive a defender o fechamento de questão, pois, segundo ele, ajudaria a definir bem a posição do partido.