O partido que inclui Jair Bolsonaro na legenda, o Patriota, parece ter realizado uma sondagem [VIDEO] com o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho para a disputa ao Senado ou como deputado, o interesse de partidos por ele, não é de hoje [VIDEO]. A possibilidade foi noticiada pelo próprio partido na primeira quarta-feira (6) de setembro, mas o caso ainda perdura, já que nesta quinta-feira (14) foi publicada na coluna de Lauro Jardim do jornal O Globo uma matéria pela manhã (por Juliana Braga às 06h05) em tom de afirmação, referente ao lançamento do ex-jogador ao Senado pelo partido de Bolsonaro, o Patriota, em 2018.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Governo

Sabendo da repercussão da notícia apresentada na coluna do jornalista, a Executiva Nacional do Patriota lançou uma nota oficial logo no início da tarde desta quinta (14), pronunciando-se oficialmente sobre o assunto, pontuando com dois fatos e desmentindo a informação por conta de alguns fatores.

Parágrafos da nota oficial da Executiva nacional do Patriota desmente matéria de colunista de "O Globo"

No primeiro parágrafo de esclarecimento, o Patriota observou não haver nenhum acordo feito entre o partido e Ronaldinho Gaúcho para ser candidato a Senador, explicando que esta decisão só pode ser tomada pela Justiça eleitoral. Após a afirmação, a executiva do Patriota reconheceu a importância do atleta para o desporto nacional e internacional.

Já no segundo parágrafo da nota oficial, a executiva desmente o jornalista na referida matéria na parte em que cita Gutemberg Fonseca, dizendo que o mesmo já não é mais Vice-Presidente Nacional do Patriota por conta da decisão pessoal do mesmo, tomada há algumas semanas.

Sondagem de ex-jogadores, Ronaldinho Gaúcho e atacante Somália há três meses e a possibilidade

Na notícia do mês de setembro (citada no presente artigo), além de Ronaldinho, estaria sendo sondado o veterano Somália, campeão da série D, jogando pelo América no ano de 1997.

Na época, os dois seriam possivelmente candidato a deputados pelo estado de Minas Gerais, segundo o Patriota, mas Ronaldinho Gaúcho como Senador seria improvável, pelo menos antes, e agora muito menos, já que o Patriota se manifestou oficialmente.

Apesar da nota oficial não se pode descartar a totalmente a possibilidade de Ronaldinho Gaúcho ser filiado ao mesmo partido de Jair Bolsonaro, em 2018, dada a mudança das lideranças do Patriota e dos trâmites que envolvem nomes do partido, incluindo processos eleitorais e judiciais. Até onde isso pode ser verdade, só o tempo dirá.

O Patriota tem como Presidente Nacional Adilson Barroso, e secretário Nacional Bernardo Santoro.

As informações são de pesquisas, JcOnline, Patriota, e do portal "O Globo".

Faça valer a democracia digital passando para frente estas informações, para isto basta copiar e colar o endereço desta notícia em qualquer mídia social.