Segundo dados divulgados pelo Instituto Ipsos, nesta quarta-feira (20) ,o ex-presidente Luiz Inácio Lula [VIDEO] da Silva (PT) teve um crescimento bastante significativo de aprovação dos brasileiros. Segundo os dados, Lula está atualmente com 45% da aprovação, enquanto que os demais pré-candidatos à Presidência da República em 2018 apresentaram uma queda.

A pesquisa mostra que Lula [VIDEO]está no ápice de aprovação. Neste mês de dezembro, o petista melhorou significativamente em comparação aos meses anteriores, apresentando 45% de aprovação e 54% de desaprovação.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Lula

A taxa de desaprovação ainda é maior, mas, se comparado ao mês de junho, o petista evoluiu bastante e ganhou uma aprovação maior. Em junho, Lula tinha 28% de aprovação, e nos meses seguintes essas taxas foram aumentando para 29%, 32%, 40%, 41%, 43% e, atualmente, 45%, respectivamente.

O diretor do Ipsos, Danilo Cersosimo, afirmou que os dados favoráveis a Lula dizem respeito a forma como a população tem percebido sua imagem, que, segundo ele, está relacionada ao cenário de político de mudanças na economia e degradação do emprego, com o povo associando Lula aos movimentos sociais de reivindicação dessas questões.

O Instituto Ipsos não garante dados de chances eleitorais dos candidatos, apenas calcula as taxas de aprovação e reprovação dos presidenciáveis.

Pré-candidatos apresentam quedas de aprovação nas pesquisas

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Marina Silva (Rede), de acordo com a pesquisa, apresentaram uma grande queda na aprovação e na imagem. Geraldo Alckmin apresentou na pesquisa 72% de reprovação e apenas 19% de aprovação.

Esses dados se comparados ao mês de novembro representam um desgaste muito grande na imagem do pré-candidato, que apresentava 67% de reprovação e 24% de aprovação. No período em que os novos dados foram levantados, o candidato estava se preparando para assumir a presidência do PSDB.

O pré-candidato Jair Bolsonaro, por sua vez, apresentou também um desgaste de imagem, aparecendo na nova pesquisa com aprovação de apenas 21% dos brasileiros, enquanto 62% reprovam o candidato. Esses dados pioraram em relação aos dados de pesquisas anteriores.

Na mesma linha de queda, a aprovação da candidata Marina Silva também caiu bastante nas pesquisas. Segundo o levantamento, 28% dos brasileiros afirmaram ser favorável à candidata, enquanto que 62% a desaprovaram. Desta forma, desde o mês de outubro, a candidata teve sua aprovação reduzida, caindo oito pontos.