O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva está atrelado em diversos processos na Justiça e responde como réu. Neste ano, o juiz federal Sergio Moro [VIDEO] condenou o petista a nove anos e seis meses de detenção. Até o início das campanhas eleitorais de 2018, Lula poderá ter respondido a diversas ações, entre elas a condenação em segunda instância sobre o caso de um tríplex no Guarujá, localizado no litoral de São Paulo.

Caso Lula não consiga se candidatar a presidente em 2018 por ter sua candidatura cassada, um outro nome chama atenção e é visto como opção para a esquerda. O militante do Movimento Sem Teto Guilherme Boulos tem seu nome traçado podendo até mesmo incomodar o ex-presidente Lula.

Ao que tudo indica, Boulos não estaria satisfeito com os discursos realizados por Lula e poderia assumir de vez a liderança da esquerda brasileira, tentando, de todas as formas, sepultar o ex-presidente. Lula estaria incomodado com o nome de Boulos estar crescendo cada vez mais entre grupos esquerdistas. O rapaz é jovem e tem considerado carismático.

Conforme Lula se encrenca cada vez mais em processos na Justiça, fatalmente Boulos comandará a esquerda. Tudo indica que há um embate entre Lula e Boulos. De um lado, um ex-presidente que tenta se livrar de processos, de outro um representante do sem-teto que tenta se firmar na política, sendo considerado extremamente radical.

Um fato que chama atenção de Boulos é que ele é adepto a invadir terrenos em prol do movimento dos Sem Terra. Ele se tornou uma ameaça a Lula.

O partido PSOL estaria de olho no novo esquerdista e cogita seu nome para candidatura à Presidência da República nas próximas Eleições. Na concorrência, estão representando a direita o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que cada vez mais ganha adeptos e bom posicionamento nas pesquisas eleitorais.

Representando a direita brasileira

O polêmico deputado está aparecendo em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para 2018. Bolsonaro ganhou grande espaço no meio político e se destaca nas redes sociais, tendo seu nome como um dos mais engajados através de pesquisas realizadas pela rede.

No Facebook, Bolsonaro lidera as reações, seguido do ex-presidente Lula, e em terceiro lugar se encontra o prefeito da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB). Bolsonaro é considerado um político conservador, em prol da família e grande inimigo [VIDEO] da ideologia comunista de partidos de esquerda.