As eleições de 2018 prometem ser um dos eventos mais polêmicos dos últimos tempos [VIDEO]. Muita gente está na disputa. Um dos políticos que mais está chamando a atenção é o deputado federal Jair Bolsonaro, do Patriotas. Uma grande polêmica envolvendo ele, a Coca-Cola, a cantora Pabllo Vittar e a pepsi atingiu as redes sociais. Tudo começou quando a Coca-Cola anunciou que iria fazer uma latinha especial com alguns cantores. [VIDEO]Entre eles, está a cantora Pabllo Vittar, que no último domingo deu o que falar ao desafinar ao vivo no 'Domingão do Faustão'.

Pepsi usa imagem de Jair Bolsonaro para confrontar Coca-Cola? Saiba tudo

Após a Coca-Cola fazer isso como marketing, alguns sites e portais divulgaram que o deputado federal Jair Bolsonaro estaria servindo de propaganda para a Pepsi, que é acostumada a fazer brigas com a marca de refrigerantes.

Algumas das birras já duram diversos anos. Também está sendo divulgado que a Coca-Cola reconheceu prejuízos de US$ 1,143 bilhão [R$ 3,769 bilhão] após estampar Pabllo Vittar em suas latinhas de refrigerantes. Essa informação, na verdade, não procede e, além da amiga de Anitta, outros cantores, como Luan Santana e Ludmilla também estão sendo utilizados para fazer os anúncios em relação ao refrigerante.

Pepsi nega que tenha feito propaganda com o rosto de Bolsonaro

A Pepsi comentou o caso. A empresa de refrigerantes disse que não está com qualquer perspectiva de lançar alguma campanha que utilize o rosto de personalidades brasileiras. Com isso, Bolsonaro não poderia estrelar qualquer tipo de campanha. O boato tem cunho político e, ao mesmo tempo, um certo preconceito, já que o político - vira e mexe- faz comentários que são entendidos como preconceituosos.

Coca-cola diz que não teve prejuízo ao usar rosto da cantora Pabllo Vittar

A Coca-Cola nega que esteja vivenciando um grande prejuízo por conta da campanha usando o nome de Pabllo Vittar. Apenas no Brasil, no último semestre, o faturamento da empresa teria superado a quantia de 1,4 bilhão de dólares, algo próximo de quatro bilhões de reais. Além disso, Vittar é hoje uma das artistas mais rentáveis do mercado musical do Brasil. A Coca-Cola também nega que vá tirar a lata com o rosto de Pabllo do mercado e diz que as latinhas começaram a circular no mercado apenas agora.

E você, o que pensa a respeito do assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.