Atualmente detidos, os deputados federais Paulo Maluf [VIDEO](PP-SP) e #Celso Jacob (PMDB-RJ) terão seus salários e benefícios parlamentares suspensos, além de gabinetes desativados e funcionários exonerados. As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa da #Câmara dos Deputados, em Brasília, e veiculadas pela Agência Brasil.

Jacob está preso desde junho deste ano no Complexo Penintenciário da Papuda, também na Capital Federal, após ter sido condenado por falsificação de documento público e irregularidades em licitação em 2006, quando atuava como prefeito da cidade de Três Rios, no estado do Rio de Janeiro.

Já Maluf, que além de deputado foi governador e prefeito de São Paulo, foi preso nesta terça-feira, dia 19, após ter sido condenado por lavagem de dinheiro pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O deputado tentou entrar com recurso para não ter que cumprir a pena, porém o pedido foi negado pelo ministro Edson Fachin, o que acarretou na detenção de Maluf.

A acusação contra Maluf vem justamente do último mandato que exerceu como prefeito de São Paulo, entre os anos de 1993 e 1996. Ele é acusado de ter utilizado contas no exterior para realizar o desvio de verbas públicas durante sua gestão à frente da capital paulista. #Paulo Maluf