A situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é pior do que se imagina. Em seus mais recentes discursos, ele tem atiçado o ódio dos militantes contra a Justiça e proferido vários ataque ao juiz federal Sérgio Moro. Ele chegou a chamar Moro de uma pessoa do mal e surdo por não dar atenção ao seus pedidos.

Lula quer a todo custo evitar a sua condenação, mas, pelo seu nervosismo, a impressão que se tem é que ele já sente o pior em sua vida.

O procurador da República e coordenador da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, disse em uma entrevista ao jornal "Gazeta do Povo" que tem esperanças de que até o mês de março Lula já seja condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Na semana passada, ele falou a membros do Ministério Público Federal (MPF) que acredita na prisão do petista até o mês de julho deste ano.

Desejo dos militares

Após o pronunciamento do general Hamilton Mourão falando novamente sobre intervenção militar e criticando o presidente Michel Temer, ele acabou sendo punido pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, que mostrou ser muito respeitado pela Forças Armadas.

De acordo com o site "O Antagonista", os Militares possuem alguns desejos e objetivos. A intenção deles não é intervir na política, mas querem um plano de segurança que evite levá-los a combater criminosos nos morros, como aconteceu recentemente no Rio de Janeiro. O general Villas Bôas chegou a criticar o governo por colocar os militares em situação de risco, sendo que a função deles é outra.

Um outro ponto que faz parte da concepção e do desejo dos oficiais é não serem comandados por alguém que seja condenado da Justiça [VIDEO]. Essa pode ser uma indireta para o ex-presidente Lula que quer a qualquer custo participar das eleições. Lula não teria o apoio das Forças Armadas. Caso o ministro Jungmann não atenda o apelo dos militares, a situação pode ficar complicada nos quartéis.

Discurso de Mourão

O general Mourão, em seu discurso no Clube Militar, em Brasília, afirmou que o presidente Michel Temer criou um "balcão de negócios" para conseguir apoio [VIDEO] e realizar as suas intenções. Mourão também criticou os governos de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff.

O general afirmou ter esperança da condenação de Lula e comentou que o candidato à Presidência mais bem preparado seria o deputado federal Jair Bolsonaro. Segundo Mourão, os militares apoiam Bolsonaro e ele não está envolvido em nenhum esquema de corrupção.