Pabllo Vittar esteve em grande destaque na mídia no ano de 2018. Uma drag queen e cantora de músicas pop e que lançou alguns hits esse ano, começando seu sucesso no carnaval. Ela tem como nome verdadeiro Phabullo Rodrigues da Silva, mas como artista é Pabllo Vittar. A cantora já fez parceria com artistas brasileiros como Anitta com o hit "Na sua cara" e Mateus Carrilho em "Corpo Sensual".

Na última semana, ela apareceu em destaque por ter recebido o prêmio realizado pelo programa de Fausto Silva (Domingão do Faustão), O Melhores do Ano. A categoria em que Pabllo ganhou foi a de ''Música do Ano'' com o seu principal hit intitulado ''K.O.'', em que concorria com a cantora Anitta, com a música "Paradinha" e a cantora que também apareceu esse ano na mídia, ao lado de Ana Vilela, com o hit "Trem bala", que também fez muito sucesso.

E nessa mesma semana, diversos blogs e sites divulgaram a informação de que o partido do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) iria lançar a candidatura da drag queen para a presidência da República no ano de 2018, concorrendo com nomes como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) [VIDEO], a senadora Marina Silva (Rede Sustentável-AC) e o deputado Jair Bolsonaro (Patriotas-RJ) [VIDEO].

Verdade ou mentira?

A informação é mentira. O Psol não mencionou nada a respeito da cantora, nem no seu Twitter, nem no seu Facebook e nem no seu site oficial. E, além do mais, Pabllo Vittar não possui nem mesmo idade para poder ser presidente da República, já que a idade mínima para candidatura a tal cargo é de 35 anos de idade e a drag queen nasceu no ano de 1994, tendo completado em novembro desse ano, 23 anos.

O rumor começou com um site conhecido em espalhar notícias falsas, o ''Corrupção BR''. A notícia foi publicada no dia 10 de dezembro, domingo, e apesar do site ser justamente para brincadeiras absurdas desse tipo, outros sites e blogs começaram a copiar a notícia, como se fosse verdade e deu-se o rumor.

Na matéria falsa afirmam que o presidente do partido, Ivan Valente, que também é deputado federal pelo estado de São Paulo, afirmou que a cantora com a influência e popularidade que possui hoje em dia teria muito mais chances de candidatura do que a maior parte dos políticos filiados ao seu partido. Obviamente tudo isso não foi dito. E, inclusive, na matéria, foi dito que tal afirmação foi feita em entrevista à redação do CBM News, programa que na verdade nem existe.

Deixe seu comentário.