Dois senadores do MDB, que até o começo de dezembro chamava PMDB, foram os mais faltosos do Senado Federal em 2017. Jader Barbalho (MDB-PA) e Zezé Perrella (MDB-MG) lideraram o ranking de faltas na Casa Legislativa. O senador do Pará ocupa a primeira posição com 32 faltas em 65 sessões deliberativas ordinárias. Já o parlamentar mineiro faltou 29 vezes, das mesmas 65.

Barbalho justificou ao Senado 28 das 32 faltas por motivo de "atividade parlamentar".

Publicidade
Publicidade

Já Perrella justificou que absolutamente todas as suas 29 faltas foram por essa mesma razão. Na realidade, "atividade parlamentar" pode significar qualquer compromisso realizado pelo político em Brasília, o que facilita muito a vida dos parlamentares com relação a justificar faltas.

Em porcentagem, Jader Barbalho faltou a 49% das sessões deliberativas ordinárias. Já Zezé Perrella não esteve em 45% dos encontros do Senado.

Denúncia

O senador do Pará é investigado pela Operação Lava Jato desde 2015.

Jader Barbalho é o pior senador do Pará, segundo ranking
Jader Barbalho é o pior senador do Pará, segundo ranking

O ex-presidente do Senado responde no Supremo Tribunal Federal (STF) no momento a cinco inquéritos e uma ação penal. Barbalho é apontado como um dos parlamentares do antigo PMDB que integra o "quadrilhão do PMDB", denunciado por Rodrigo Janot, ex-procurador geral da República.

Leia tudo e assista ao vídeo