A relação entre Michel Temer, chefe do Executivo, e Cármen Lúcia, ministra presidente do Supremo Tribunal Federal [VIDEO] (STF), não é nada boa. Para tentar amenizar esse problema com o Legislativo, o peemedebista decidiu focar no ministro Dias Toffoli, futuro presidente do STF a partir de setembro do próximo ano. O objetivo de Temer é não criar uma crise entre os três poderes.

Segundo informações do UOL, no último dia 19 de novembro, houve uma reunião entre Temer e Toffoli.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Michel Temer

Esse encontro não teria caído muito bem na Suprema Corte. Na opinião de alguns ministros, a conversa deveria acontecer entre os chefes dos poderes, Temer e Cármen Lúcia, não com o futuro presidente.

O convite de Temer foi visto como uma tentativa do peemedebista de se aproximar de Toffoli, já que não haveria tanto diálogo assim com a atual presidente.

Michel Temer tem dois aliados dentro do Supremo Tribunal Federal. Obviamente, Gilmar Mendes [VIDEO], amigo pessoal de Temer e que constantemente é recebido fora da agenda no Palácio do Planalto para conversas particulares. O segundo é Alexandre de Moraes, ex-ministro de Temer que foi nomeado pelo próprio ao cargo. Moraes era filiado ao PSDB e chefiou o Ministério da Justiça no governo do peemedebista.