O Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4) julgará os recursos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] no dia 24 de janeiro de 2018. A decisão dos desembargadores determinará também se Lula participará ou não das eleições 2018 [VIDEO].

A defesa do petista não gostou da rapidez nos processos de Lula e acredita que seu cliente está sendo tratado de um modo diferente, o que, segundo eles, tem características de cunho político envolvidas.

Uma confirmação da condenação do ex-presidente já determinada pelo juiz federal Sérgio Moro pode ocasionar, inclusive, a prisão imediata do líder petista. As forças de segurança decidiram se mobilizar e já mapearam todos os possíveis pontos de fuga do político.

A intenção é frustrar qualquer tentativa de Lula deixar o país.

Essas providências sempre são feitas quando há a possibilidade de prisão do réu condenado. Porém, algo mais forte tem ligado um alerta nas forças de segurança. José Dirceu, ex-ministro de Lula, teria convocado toda a militância petista e os apoiadores do ex-presidente a irem combater uma possível derrota de Lula no tribunal.

Órgãos de segurança estão atentos com tudo isso e sabem que existem muitos países latino-americanos que já se propuseram a oferecer refúgio para o petista.

Fúria e ódio

Os petistas querem espalhar o ódio e o terror nas ruas de Porto Alegre (RS). Com isso, pretendem pressionar o TRF-4. Se a prisão de Lula for decretada, as autoridades terão que se preparar com a fúria petista. José Dirceu já teria explicado aos grupos como tudo acontecerá e disse que esse dia 24 de janeiro será chamado o "Dia da Revolta".

Para o ex-ministro, Lula é alvo de uma fraude jurídica e ele quer que os seus apoiadores inflamem o ódio por onde passarem. Vale ressaltar que Dirceu deveria estar preso conforme determinação do juiz Sérgio Moro, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) deu liberdade provisória para ele. O ex-ministro é condenado por Corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Forças Armadas

Se analisarmos frases ditas por generais, as Forças Armadas estariam preparadas para o caos no Brasil. A forma de tentar manipular a sociedade e de incentivar crimes e guerras podem trazer grande problemas para essas pessoas.

O Brasil pode parar e se transformar numa guerra civil. Uma coisa é certa: tanto as Forças Armadas quanto a polícia saberá agir conforme o recomendado e nesses casos, líderes podem ser presos por incitar a violência.