Sebastião da Costa Silva (PSB), vereador da cidade de Montadas, no Agreste da Paraíba, publicou nesta terça-feira (19) um vídeo bastante comprometedor em seu perfil do Facebook, no qual ele aparece se masturbando em uma escola pública da localidade. Depois de ter ficado disponível por no mínimo duas horas no perfil da rede social do político, o mesmo veio a público se justificar e disse que não sabe como o vídeo foi postado. "Foi sem querer", afirmou o vereador.

Vídeo de cerca de 30 segundos mostra vereador se masturbando em uma sala de aula

A postagem do vereador Sebastião da Costa Silva foi pública e foi feita em seu perfil do Facebook.

No vídeo, que tem em torno de 30 segundos, o mesmo aparece se masturbando dentro de uma sala de aula da escola estadual Maria José de Souza, localizada numa área rual de Montadas, na Paraíba.

Embora tenha deletado o post depois de ter se dado conta do "ato falho", o vídeo caiu na web e acabou viralizando.

Vereador assume ser a pessoa que aparece no vídeo e tenta justificar ato

Sebastião da Costa Silva assumiu que o vídeo é dele e que o gravou em uma sala de aula da escola pública localizada na região rural do município, mas, segundo ele, não havia ninguém no local [VIDEO]no momento da gravação do ato libidinoso.

O mesmo também tenta se justificar dizendo que não sabe como acabou postando o vídeo no Facebook. Segundo ele, a postagem foi um equívoco ocasionado pela falta de "tato" no manuseio do celular.

Ele ainda afirma que o ato em si é normal e que todos os homens se masturbam.

Sebastião da Costa Silva reconhece que cometeu um erro e se diz vítima de quem está espalhando o vídeo nas redes sociais

A direção da escola onde o vídeo foi gravado emitiu uma nota corroborando com a versão do vereador de que não havia alunos no local na hora em que a filmagem foi realizada. Segundo a direção, as aulas ocorrem no turno da manhã e da noite e o vereador esteve no local no turno da tarde, portanto, nenhum aluno foi exposto a constrangimentos.

O vereador declarou que reconhece a falha em ter gravado um vídeo numa escola pública, mas também diz que está sendo vítima [VIDEO] daqueles que estão espalhando a postagem na internet. O mesmo afirma que vai acionar judicialmente quem repostou o vídeo em outras redes sociais.

Vereador poderá ser cassado

Cássio Avelino, presidente da Câmara de Vereadores da cidade, protocolou um pedido de cassação do mandato de Sebastião da Costa Silva, repudiando o ato do vereador que filmou a si mesmo em um Ato íntimo, dentro de uma instituição pública.