Neste domingo (07), o autor da Rede Globo, Aguinaldo Silva, causou polêmica e desabafou diante de um pensamento em que ele defende. Através do seu Twitter, ele fez várias críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com o autor, Lula é analfabeto e não tem nenhum preparo para comandar o Brasil.

Aproveitando a comemoração neste domingo do "Dia do Leitor", Aguinaldo deixou uma pergunta com ironia no ar ao petista. Ele questionou se Lula já havia lido algum livro em sua vida.

A provocação do global teve grande repercussão e atingiu vários seguidores de Lula, que ficaram revoltados com as insinuações dele.

Muitos também apoiaram as suas declarações com muitos elogios.

Os comentários começaram a tomar conta do Twitter e Aguinaldo resolveu responder alguns deles. Um dos internautas, provavelmente petista e defensor de Lula, tentou usar essa postagem de Aguinaldo para o lado do preconceito. O usuário perguntou ao autor qual seria o problema de Lula [VIDEO] ser analfabeto: "Ele é um nada então?".

Com muita postura e derrubando qualquer outro indício de encompridar a conversa, Aguinaldo foi enfático e afirmou que "um cara é sempre um cara, analfabeto ou não". Mas segundo o autor, uma pessoa analfabeta não seria a mais preparada para se tornar um presidente e comandar um país como o Brasil. "Reconhecer esse ato é ser lúcido, não é ser preconceituoso", afirmou.

Um outro internauta defendeu as críticas de Aguinaldo e ironizou mais ainda o ex-presidente.

Ele declarou que a última leitura de Lula foi um panfleto do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, depois disso ele só leu rótulos de garrafa.

Julgamento

O ex-presidente terá no próximo dia 24 o seu julgamento [VIDEO]no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Existe um grande receio e preocupação petista da sentença proferida pelo juiz Sérgio Moro ser mantida e acontecer a confirmação de sua condenação. É falado até mesmo sobre um possível pedido de prisão.

Ameaças

Nos últimos dias tem se intensificado o número de ameaças feitos pelos aliados do petista contra o Judiciário brasileiro. O PT tenta criar pressão para, quem sabe, algum dos desembargadores fique intimidado e mude o voto se for contra Lula.

Já foi comentado que as Forças Armadas estariam de prontidão e preparadas para agir caso houvesse algum tipo de desordem. Já está acontecendo um monitoramento nas redes sociais para descobrirem possíveis pontos de revoltas que podem ocasionar uma insegurança pública.