Nesta terça-feira (2), o deputado federal, Paulo Pimenta (PT/RS), assumiu a liderança do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados com a missão de barrar qualquer embaraço que possa impedir a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. Além disso, o parlamentar deverá desarticular os votos que viabilizam a aprovação das Reformas propostas por Michel Temer.

Paulo Pimenta assume liderança do PT e lutará para que Lula seja candidato em 2018

O deputado gaúcho de Santa Maria assumiu a frente da bancada a qual foi eleito por unanimidade dos votos dos colegas do Partido dos Trabalhadores.

O parlamentar terá trabalho para confirmar a expetativa de que o ex-presidente Lula poderá, sem sombra de dúvidas, candidatar-se de forma transparente ao Palácio do Planalto. Desta feita, ele será o responsável a convencer os parlamentares da Casa a apoiarem a disputa de Lula nas eleições.

PT planeja desarticular reformas propostas protocaladas por Temer

Além disso, Pimenta chega para desarticular as manobras de Michel Temer com relação à aprovação de Reformas que, segundo ele, servem apenas para desmotivar os brasileiros.

O líder petista assume o lugar de Carlos Zaratini (PT/SP), que liderou a bancada no ano passado.

Pimenta adiantou que o PT está mobilizando um grande ato que vai abalar todo o país no próximo dia 24. Isso porque será o grande dia para o partido: o dia do julgamento de Lula. Segundo ele, o ex-presidente está sendo injustiçado e não tem porque temer, uma vez que não foram anexados aos autos nada que justifique a sua condenação.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Michel Temer

'É fraude!', dispara Pimenta

O deputado afirmou que tudo não passa de equívocos e que serão comprovados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre. "Essa mobilização social", conforme definiu, continuará em fevereiro, ou seja, não dará trégua. Tudo isso para impedir que o Congresso aprove as medidas do governo Temer, que pretende "suprimir a previdência social no Brasil", comentou.

Ainda de acordo com o parlamentar, a bancada petista já se concentra em Porto Alegre para iniciar o movimento no dia 22, em defesa a Lula. "Eleição sem Lula é fraude", disparou Pimenta alegando ilegitimidade e bradando a palavra 'golpe'. Por fim, concluiu afirmando que Lula vai ser candidato a Presidência em qualquer cenário político existente.

Decisão por Paulo Pimenta

O anúncio de que o deputado federal Paulo Pimenta seria o comandante da bancada do PT ocorreu no dia 12 de dezembro, durante um movimento em Brasília ao qual contou com a participação de Lula.

A comunicação oficial, no entanto, somente foi feita à Câmara dos Deputados apenas nessa terça-feira (2).

Pimenta comentou que 2018 será o início de uma nova era, em que o PT ganhará forças para novas mobilizações. Será o ano para lutar contra as privatizações, sobretudo da Eletrobrás. O deputado ainda garantiu atenção redobrada para com a Petrobrás ao final de sua fala.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo