No início da noite desta quarta-feira, em discurso a militantes e simpatizantes na Praça da República, em São Paulo, Lula discursou e avaliou o resultado do seu julgamento no TRF-4, que ampliou sua pena em segunda instância para 12 anos e um mês em regime fechado. Os crimes são lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso tríplex.

Lula [VIDEO] chegou até a surpreender ao dizer que "respeita" a decisão, mas novamente se disse inocente e que gostaria de ter a oportunidade de receber dos juízes alguma prova dos crimes citados.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Lula

"Essa decisão de hoje eu até respeito, mas o que eu não respeito é a mentira. Eles (os desembargadores) sabem que eu não cometi crime algum. Eu gostaria de ficar um dia todo com os três juízes para que me mostrem qual crime eu cometi", destacou.

"Estou condenado por um desgraçado apartamento que não é meu e que eu não tenho. Já que me condenaram, me deem o apartamento para justificar", acrescentou.

Apesar da condenação, Lula [VIDEO] não será preso imediatamente. A defesa terá a opção de apresentar os embargos declaratórios ao TRF4 para tirar dúvidas sobre a peça condenatória. Uma prisão só ocorreria após o esgotamento dos recursos possíveis de serem pedidos pela defesa do ex-presidente.