O tão aguardado julgamento em segunda instância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão, está acontecendo desde a manhã desta quarta-feira (24), no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, situado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

É justamente a sigla do Tribunal que virou a hashtag mais usada em postagens feitas no Twitter durante o dia de hoje. A #TRF4 tornou-se líder mundial de menções no microblog, o que dá uma dimensão do quão importante é esse julgamento, independente do resultado, para o povo brasileiro.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Governo

Certamente é um fato histórico e, como tal, toma conta de todas as esferas e mídias de comunicação.

O julgamento pode ser acompanhado ao vivo pelo canal do TRF4 no YouTube, e os sites estão dando cobertura em tempo real.

Lula é julgado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Entre a meia-noite e 10 horas da manhã, segundo o jornal O Estado de São Paulo, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve 133,5 mil menções no Twitter. O levantamento foi feito pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas (Dapp) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Durante o dia de ontem (23), esse tema recebeu 307,6 mil postagens. Na segunda (22), foram 225,6 mil.

Até o momento, foram revelados os votos do relator e revisor do processo e os mesmos votaram pela condenação, confirmando a sentença de Sérgio Moro, além de aumentar a pena.

Por três votos a zero, Lula será condenado

O revisor do processo, Leandro Paulsen, acompanhou o voto do relator da Lava Jato em segunda instância, João Pedro Gebran Neto, assim como Victor Luís dos Santos Laus, último a declarar sua posição em relação aos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção.

Por unanimidade, o ex-mandatário do país Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado e teve a pena aumentada de 9 anos e 6 meses de prisão para 12 anos e 1 mês.

Relembre a denúncia que levou à condenação de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou a ser investigado na Operação Lava Jato, julgada em primeira instância no Paraná pelo juiz federal Sérgio Moro, devido às denúncias envolvendo recebimento ilícito de bens, no caso, um apartamento tríplex localizado no litoral de São Paulo. O imóvel teria sido dado como forma de propina pela Construtora OAS a fim de ter favorecimentos em relação a contratos com a maior estatal do país, a Petrobras. Em julho do ano passado, Lula foi condenado em primeira instância a 9 anos e 6 meses de prisão, pelo juiz Sergio Moro.

Condenação essa que foi confirmada e teve a pena ampliada nesta quarta-feira, 24 de janeiro, que certamente será uma data que ficará marcada na história política do país.

Leia também

Restaurante dá 1% de desconto para cada ano de condenação de Lula [VIDEO]

Procuradores federais se 'estranham' sobre condenação a ser dada a Lula [VIDEO]

Entenda o processo em que Lula foi condenado [VIDEO]