Nesta terça-feira (9), o Movimento Brasil Livre (MBL) anunciou aos seguidores das redes sociais que após a possível condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), [VIDEO]uma grande festa será realizada em comemoração a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O MBL é um movimento que se autodeclara antipetista, e vem ganhando espaço pelo país desde as primeiras descobertas sobre a corrupção da Petrobrás. Tais esquemas foram apurados pela Operação Lava Jato e que, diga-se de passagem, ocorreram entre os governos de Lula e Dilma Rousseff [VIDEO], ambos se posicionam no Partido dos Trabalhadores.

Os organizadores do evento divulgaram nota com a programação completa nos perfis dos associados. Todavia, Paulo Egídio, militante e apoiador do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também comentou que uma grande multidão se concentrará nas proximidades do TRF-4, em Porto Alegre, para acompanhar o julgamento do petista no próximo dia 24.

No entanto, o MBL também agendou para a mesma data, justificando que eles estão aguardando ansiosos por esse dia e se dirigirão às ruas por meio de manifestações lideradas por grupos verde-amarelo, em prol da democracia no país. Pedro Franco, um dos líderes e coordenadores do evento no Rio Grande do Sul, comunicou que tudo está sendo muito bem discutido e, naturalmente, não vão fazer companhia aos apoiadores de Lula no mesmo local, pois segundo ele, já conhecem a decisão do TRF-4.

Além disso, revelou que vários equipamentos já estão sendo montados com estruturas diferentes e com novas criações, porém se recusou a detalhar quais serão as novidades. O dirigente ainda revelou que não se trata de uma mobilização em "larga escala", pois o clamor social já foi feito, e a sentença apenas será continuada, ou seja, os membros do MBL falaram que já tem ciência do resultado da apreciação do recurso de Lula. Em suma, o petista será condenado novamente.

Entretanto, a mobilização do MBL deverá se deslocar próximo das 18h, horário em que provavelmente os críticos de Lula estarão participando de esclarecimentos sobre a suposta condenação do ex-presidente [VIDEO]. Um palco será instalado para o CarnaLula (carnaval fora de época celebrando o não reconhecimento do recurso de Lula), com carro de som, música e o pronunciamento dos líderes do MBL.

O movimento nas redes sociais, até a noite desta segunda-feira (8), já contava com quase 1000 pessoas confirmadas no Facebook. Já em São Paulo, a concentração analisa a instalação de telão para melhor visibilidade do julgamento do petista, em Porto Alegre o que provavelmente deverá ocorrer em outras capitais pelo país.