A novela sobre a indicação e posse de Cristiane Brasil [VIDEO] (PTB-RJ), filha do mensaleiro Roberto Jefferson, ganhou um novo capítulo na madrugada desta segunda-feira (22). Após o governo ter conseguido liberação para que a posse acontecesse, no sábado (20), por parte do vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, o Planalto resolveu marcar a cerimônia para às 9h desta segunda. Porém, na madrugada, a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, resolver suspender temporariamente a posse.

Já são duas semanas nessa batalha judicial para empossar a filha do mensaleiro, indicação pessoal de Jefferson a Temer.

Carlos Marun [VIDEO], secretário de governo, afirmou que o peemedebista não desistirá da nomeação de Brasil.

Marun afirma que a prerrogativa de nomear um ministro é apenas do presidente da República, e cabe somente a ele tirá-lo ou colocá-lo no cargo. O ministro também afirmou que não há um outro plano B para ocupar o cargo no momento.

Estratégia

Assessores do Planalto indicam que o melhor a se fazer é esperar o fim do plantão no Judiciário, na semana que vem, e esperar a decisão de Gilmar Mendes, ministro sorteado para avaliar a decisão do vice-presidente do STJ.