A advogada Rosangela Wolff Moro, esposa do juiz paranaense Sérgio Moro, postou uma mensagem em seu Instagram logo após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ter sua viagem cancelada por determinação da Justiça. O juiz federal de Brasília Ricardo Leite pediu para que fosse apreendido o passaporte do ex-presidente, pois haveria uma possibilidade dele fugir do país.

Lula estava com uma viagem marcada para a Etiópia e teve que cumprir o mandato judicial. Seu advogado levou o passaporte do petista, conforme determinou o Judiciário.

Rosangela postou a imagem de uma balança, que seria o símbolo da Justiça, e escreveu: "A liberdade tem limites que a Justiça impõe".

Essa frase pertence ao escritor francês Jules Renard.

Muitos veem essa mensagem dela como uma indireta ao ex-presidente Lula. Um dos significados da frase é que a pessoa não pode se ver livre se ela está em déficit com a Justiça.

A mulher do juiz sempre foi muito ligada nas redes sociais. Ela chegou a ter uma página de apoio ao seu marido chamada "Eu Moro com ele", mas desativou a página no final do ano passado. Seguiam a página dela quase 900 mil pessoas, todas dando total apoio à Operação Lava Jato.

De acordo com as informações dela, a página foi criada para agradecer todo o carinho que Sérgio Moro recebia das pessoas. Ela mostrava presentes que ele ganhava e homenagens. Algumas vezes, ela postava fortes desabafos de procuradores contra os corruptos. A advogada também enaltecia as orações que o marido recebia dos seguidores.

Viagem cancelada

Lula [VIDEO]estava pronto para viajar à Etiópia e acabou sendo surpreendido pela Justiça. O juiz Ricardo Leite atendeu um pedido do Ministério Público Federal e apreendeu o passaporte do petista. A defesa de Lula ficou revoltada com isso e prometeu entrar com recursos contra a decisão do juiz.

Lula participaria de um evento da FAO, órgão das Nações Unidas de combate à fome. A medida tomada pelo juiz não tem nenhuma relação com a condenação do petista no Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4) que aconteceu esta semana. A decisão foi devido ao processo em que Lula responde por tráfico de influência na compra de caças suecos.

Condenação

Lula teve sua condenação aumentada para 12 anos e 1 mês por determinação dos desembargadores do TRF-4, de Porto Alegre (RS). O petista está praticamente inelegível para as próximas eleições, mas ainda resta recursos. O PT não aceita ficar sem Lula [VIDEO] para as próxima eleições.